top of page

Criança – tema de estadista

1) O FUTURO DO BRASIL ESTÁ NAS MÃOS DAS CRIANÇAS


O Brasil completou 200 anos de sua independência de Portugal. Uma imensa nação, também com imensas necessidades e possibilidades. A população do Brasil está se aproximando dos 220 milhões de habitantes, sendo o sétimo em população, com a grande maioria vivendo em áreas urbanas. O número de habitantes com a idade até 14 anos, corresponde a aproximadamente 45 milhões.


Há uma frase muito interessante para refletirmos:


O FUTURO DO BRASIL ESTÁ NAS MÃOS DAS CRIANÇAS!


O FUTURO DAS CRIANÇAS ESTÁ EM NOSSAS MÃOS!


Se concordamos com esta frase deveríamos com toda a certeza reconhecer que há 45 milhões de crianças (o futuro) em nossas mãos. O que estamos fazendo? Percebemos que são elas o MELHOR DO BRASIL?


2) O MELHOR DO BRASIL É A CRIANÇA!


Qual é, de fato, a importância que se dá à criança? Afirma-se que a criança é o futuro da Nação. A maioria dos pais procura dar aos seus filhos a melhor condição de alimentação, de saúde, de educação, etc., porém, muitas crianças têm sido desprezadas pelas autoridades, muitas vezes pelos próprios pais e até por algumas Igrejas.


• quantas crianças vivem numa situação de abandono?


• quantas crianças são impiedosamente exploradas como mão de obra barata?


• quantas crianças têm sido abusadas física, emocional e moralmente e de tantas outras maneiras.


Alguns anos atrás Pedro Malan, ex-ministro do governo FHC, escreveu: “O importante é que o foco não seja no passado, no último governo ou nos últimos 500 anos, mas no futuro. E o que é o futuro de um país, deste ou de qualquer outro, senão o futuro de suas crianças?”. E acrescentou: “Este deveria ser o grande tema, o foco central de um programa de investimentos voltado para um futuro melhor. UM TEMA DE ESTADISTA. Um tema ao qual o Brasil ainda não dedicou a atenção concentrada que seu desenvolvimento econômico e social exige”.


A frase logo tomou conta de minha mente e coração: CRIANÇA – UM TEMA DE ESTADISTA. Quando a criança será devidamente considerada? E não apenas neste aspecto do investimento na formação da criança dentro de uma sociedade, mas em todas as dimensões de sua personalidade. E muito mais ainda, na instrução da Palavra de Deus, para que desde a infância conheça as sagradas letras que podem torná-la sábia “para a salvação pela fé em Cristo Jesus.” (2 Timóteo 3:15).


Acabamos de comemorar os 200 anos da independência do Brasil. OREMOS AO ETERNO DEUS pelo Brasil. Oremos em favor de todos que vivem neste país e em favor daqueles que estão instituídos do dever de governá-lo, em todas as esferas: nacional, estadual e municipal. Oremos especialmente por todas as crianças que vivem em nossa Pátria. Oremos para que a criança seja vista COMO O MELHOR DO BRASIL, porque infelizmente, ainda não o é!


3) INFELIZMENTE O BRASIL ESTÁ EQUIVOCADO POIS:


A) O GOVERNO não proporciona uma educação de qualidade, pelo contrário, o sistema de educação está comprometido a deixar as crianças cada vez mais indiferentes à cultura e aos valores que formam a sociedade brasileira, e por que não dizer, que não se importa com nenhum valor que seja bom e saudável.


• aumenta a cada ano o número de analfabetos funcionais. Os estudantes brasileiros estão classificados nos níveis mais baixos de conhecimento.


• não há um ambiente atraente e prazeroso ao ensino.


• há influência perniciosa dos traficantes de drogas e de ideologias.


• os professores não são bem-preparados e nem motivados a fazer o melhor.


Estejamos atentos a estes fatos. Que saibamos analisar que todos estes fatos afetarão o futuro das crianças. Que futuro terão? Há mudanças substanciais e estruturais que devem ser implementadas urgentemente!


B) A SOCIEDADE enxerga a criança apenas como uma consumidora:


• há a mentalidade de que as famílias precisam dar bens materiais às crianças.


• há a indústria do entretenimento altamente rentável, que vorazmente investe no mercado “infanto-juvenil” com produtos que deformam e corrompem o caráter da criança, induzindo-a a uma vida de pecado. Na verdade, o impacto de todas as mídias na introdução de conceitos perniciosos, fúteis e violentos chega a ser assustador,


• fala-se que a infância é linda, mas é uma afirmação vazia. A prova está no aumento assustador dos casos de abusos verbais, físicos e sexuais. E o que dizer da ideologia de gênero, uma verdadeira perversão?


C) AS FAMÍLIAS, em sua grande maioria, têm-se deixado pela filosofia do hedonismo:


• muitos pais não são fiéis aos compromissos assumidos por ocasião do seu casamento. Partem para aventuras amorosas, para o terrível adultério, deixando as crianças desestabilizadas e depressivas.


• muitos pais priorizam a sua realização profissional em detrimento do cuidado dos filhos. Terceiros são contratos para cuidar deles desde a mais tenra idade.


• muitos pais enviam prematuramente seus filhos às escolinhas maternais e pré-escolares, delegando a estas instituições uma responsabilidade indelegável.


• O hedonismo no uso das drogas, da bebida e na prática de relações sexuais descomprometidas, acabam tendo uma séria consequência no aumento de casos de abortos, uma das maiores tragédias do nosso tempo.


D) AS IGREJAS, embora haja honrosas exceções, preocupam-se tanto com os adultos que chegam a investir neste público quase que a totalidade do seu orçamento. Tem sido raro encontrar igrejas que invistam pelo menos 10% do seu orçamento com as crianças porque:


• A criança só dá despesa e não traz contribuição financeira.


• A criança precisa apenas ficar num lugar à parte com alguns monitores que as distraiam enquanto os adultos podem ter as suas reuniões sem perturbação. Em muitos lugares a criança é usada literalmente como “isca” para atrair os peixes maiores, os seus pais.


• não há investimento na evangelização e no discipulado das crianças, e lamentavelmente há:


a) Falta de pessoas bem treinadas. Pelo contrário, parece que para orientar as crianças qualquer pessoa serve, e lamentavelmente fica aberta uma porta para que ensinos sem qualquer conteúdo bíblico seja ensinado à nova geração.


b) Falta de materiais de conteúdo apropriado e de qualidade.


c) Falta de currículo inteligente e prático.


d) Falta de ambiente acolhedor e apropriado.


4) INVESTIMENTO NA CRIANÇA? – PÍFIO.


Quando a criança será devidamente considerada? Este quadro precisa ser mudado em todas as dimensões consideradas acima. É urgente que surjam líderes, homens e mulheres que dediquem a sua atenção, com maior diligência, para o desenvolvimento físico, emocional, intelectual, cultural, moral e espiritual das crianças brasileiras. O período da infância passa muito rápido. Hoje há um desgaste tão grande na resolução de conflitos que afloram na fase da adolescência. Ah! Se todos tivessem pensado antes, e preparassem as crianças para chegarem bem nesta etapa de suas vidas.


No âmbito da igreja, quando será:


• Levado a sério o texto sagrado: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” (Provérbios 22:6)?


• Obedecido o mandamento de contar “à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez” (Salmo 78:4b)?


• Considerada a repreensão de Jesus: “Deixai vir a mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus” (Marcos 10:14)?


Lamentavelmente, não se ensina à criança o caminho, que é Jesus Cristo; não se conta à criança sobre a grandeza de Deus, o Seu poder e as Suas maravilhas; não se permite que a criança venha a Cristo.


O resultado? Uma geração rebelde, teimosa, infiel a Deus e descrente vai sendo formada.


Quando a criança será devidamente considerada?


Continuaremos este artigo no próximo número.








Comments


bottom of page