top of page

Descomplique!

Há muitos elementos complicadores na vida. Os acontecimentos no mundo e no Brasil têm nos abalado. A Covid e os seus desdobramentos, milhares de óbitos, cada um de nós deve ter perdido pelo menos um conhecido, crises sem trégua, tempos difíceis…


Tragédias na natureza, cinco no ano passado (inundações e mortes), inflação, paralização de caminhoneiros, a campanha agressiva durante as eleições e depois, o acontecido no início de janeiro (quebra-quebra em Brasília). Houve uma baderna geral, envolvendo crentes, inclusive pastores, misturados com militantes de partidos políticos em pé de guerra.


Somos uma geração carregada de informação, estimulados o tempo todo, afetados também por outros acontecimentos pessoais…


Você acha a vida simples ou complicada? Muitos dirão: É muito complicada! De fato é. Quando enfrentamos o leito do hospital, pessoas jovens com problemas na saúde, desemprego, gente morrendo, gente sequestrada, morta, estuprada. Dentro da nossa própria família, conflitos, fatos que temos vergonha de narrar.


Essas situações vão nos desgastando, nos deixando no limite, drenando nossas energias… Alguns se frustram, vão perdendo o ânimo, o brilho nos olhos, a alegria de ver a esperança no ser humano. Quer saber, vou fugir…


O mundo está ansioso e estressado. A violência, o excesso e a qualidade das informações a que somos expostos, a sobrecarga de trabalho, as tarefas acumuladas, o trânsito, são vários fatores que estão nos deixando psiquicamente doentes. Os efeitos são devastadores: transtornos psíquicos, infarto, pressão alta, suicídio, mais violência. ” (7 Passos para se tornar líder de si mesmo – Augusto Cury)


Jesus disse: “Aprendei de mim… Encontrareis descanso, … meu fardo é leve. ”


Proposta para esse início de ano! Vida mais simples e desembaraçada.


O livro de Hebreus é um tônico, um convite a prosseguir, não retroceder, não deixe de congregar, fique firme, levante, sacode a poeira e dê a volta por cima. “Livremo-nos de tudo que nos atrapalha e do pecado que nos envolve. ” (NVI). “Afastemos de nós qualquer coisa que nos torne vagarosos ou nos atrase, e especialmente aqueles pecados que se enroscam tão fortemente em nossos pés. ” (Bíblia Viva). “Livremo-nos de todo peso e pecado. ” (ARA).


Qual a diferença entre peso e pecado? Pecado é errar o alvo. “Todos pecaram”. Pecado é nomeado, é identificado na Bíblia. Veja uma lista em Efésios 4: Mentira, ira, furto, palavras inúteis, amargura, explosões de raiva, calúnia, gritaria e todo tipo de maldade. Ao contrário… O que é peso? Não se trata de pecado específico, mas situações que nos seguram, atrapalham.


Imagine um maratonista, competindo com mochila nas costas? É preciso remover o que nos impede de correr a carreira cristã. F. F. Bruce diz: “há muitas coisas que podem ser boas em si mesmas, mas que estorvam um competidor na carreira da fé; são pesos que devem ser deixados de lado”. É pecado assistir futebol? Não! Mas precisamos assistir a todos os jogos? Netflix? Podemos, claro devemos peneirar, mas assistir 3, 4, 5 episódios de uma vez? Fala sério! Não tem nada pra fazer? Horas e horas nas Redes sociais, Instagram, WhatsApp? Sai dessa lama jacaré! Pense… Namoro sem futuro, preguiça, dívidas, hábitos…. Haja gente travada nessa vida!


O autor de Hebreus nos convida: Vamos olhar firmemente (não fracamente)


para o Autor e Consumador da nossa fé – Jesus. Ele abriu o caminho, o pioneiro, o vencedor da morte, nosso alvo. É nele que devemos nos concentrar, assim como o atleta concentra a sua atenção na linha de chegada.








コメント


bottom of page