top of page

Devemos praticar a “oração de Jabez”?

“A pessoa mais notável neste capítulo é Jabez. Não nos é dito porque ele é o mais honorável dentre os seus irmãos; porém, entendemos que era um homem de oração. O caminho para ser verdadeiramente grande é procurar e se esforçar para fazer a vontade de Deus, e orar fervorosamente. Aqui aparece a oração que ele fazia. Jabez orava ao Deus vivo e verdadeiro, o qual é o único capaz de ouvir e responder à oração; e, ao rogar, considerava-o como o Deus que tem um pacto com o seu povo. Jabez não exprime promessa alguma; deixa-a subentendida. Temia prometer segundo a sua própria força e resolveu dedicar-se inteiramente a Deus.” (1)


Por algum tempo muitos crentes ficaram fascinados com uma nova fórmula de oração para se obter prosperidade. “A oração de Jabez” se transformou num livro que só nos EUA vendeu 4 milhões de cópias. A proposta é ler ou decorar esta oração e fazê-la todos os dias durante um mês e as coisas vão mudar em todos os aspectos, inclusive, e para alguns, principalmente, o financeiro. O Senhor Jesus nos advertiu contra as repetições ao orar. Alguns começaram a ensinar que, fazendo a oração de Jabez, Deus alargaria nossas fronteiras, salvando os familiares, aumentando nossos negócios e nos dando saúde. Alguém até propôs, fazendo uma brincadeira para criticar essa ênfase exagerada, fazermos orações para cada situação e ficou algo assim.


Nome da oração:A oração do servo de Abraão Local da oração: Gênesis 24:12 Propósito: Conseguir uma esposa Nome da oração:A oração de Manoá Local da oração: Juízes 13:8 Propósito: Conseguir bons professores para a igreja Nome da oração:A oração de Sansão Local da oração: Juízes 16:28 Propósito: Conseguir força físicaNome da oração:A oração de Davi Local da oração: 2 Samuel 15:31 Propósito: Para que os inimigos fiquem confusos Nome da oração:A oração de Elias Local da oração: 1 Reis 18:36-37 Propósito: Para descer fogo do céu Nome da oração:A oração de Neemias Local da oração: Neemias 6:9 Propósito: Para o fortalecimento das mãos


Deus ouviu Jabez, não porque conseguiu manipular Deus ou porque fez tudo da maneira certa, mas porque Deus é bom e ouve as nossas orações. O publicano não sabia “orar tão bem” quanto o fariseu, mas tinha um coração contrito e não arrogante e Deus o ouviu. O requisito para que Deus nos ouça é crer que Ele existe e que se torna galardoador dos que o buscam e não orar de “modo correto”. Ninguém pode limitar a Deus e prescrever um mês de oração para ser abençoado. O escritor do livro “A oração de Jabez” escreve no prefácio que é uma oração que Deus sempre responde. A nossa fé não deve estar numa oração, mas em Deus, que sempre responde a TODAS as orações. É evidente que Deus tem a melhor resposta. Também, deve ser conhecido de todos os crentes que o pecado impede as nossas orações. Outro escritor, combatendo este novo método de oração, fez uma pergunta curiosa. A oração de Jabez é o rosário protestante?


Mas, diante de tudo isso, devemos ignorar a oração de Jabez? Devemos arrancar da Bíblia? É claro que não, pois toda a Escritura é divinamente inspirada. O que não devemos é enfatizar demais uma passagem e fazer dela uma fórmula infalível para satisfazer nossos desejos mesquinhos de aumento de riquezas e sucesso nos negócios. Devemos aprender algo desta passagem. Para começar aprendemos que Jabez é um dos descendentes de Judá. Jabez foi muito abençoado por Deus e podemos estudar os níveis de bênção de Jabez. Algumas pessoas se sobressaem por causa de suas qualidades. Outras, por causa de sua posição social ou financeira. Algumas pessoas são muito inteligentes e outras possuem habilidades com as mãos para o artesanato ou manutenção. Não sabemos de que forma Jabez se sobressaía aos irmãos, mas sabemos que era um homem ilustre na oração. Ele confiava em Deus e queria ser uma bênção. O nome dele tinha um significado estranho. Jabez significa “entristecido”. A mãe dele sofreu muito para dar à luz a ele. De que forma seremos ilustres neste mundo? O apóstolo Paulo disse que Deus não chamou muitos nobres segundo o mundo. Os ilustres que temos no meio cristão são ilustres para Deus, mas poucos são ilustres para o mundo (v.9).


Se temos de nos destacar no meio evangélico deve ser por nossa vida de devoção e humildade, no ensino e nas boas obras. Um homem de oração recebe respostas às suas orações porque aprendeu a orar segundo a vontade de Deus. Jabez reconhecia o único Deus de Israel e orou a Ele com fé. A oração que Jabez fez começa com um tom de voto, “se” (no hebraico “‘im”), porém, não temos a finalização do voto, se é que foi um. Alguns acham que o voto era que ele invocaria ao Senhor, se Deus ouvisse a sua oração. É improvável, pois o servo de Deus sempre terá a resposta de suas orações. Seria muita pretensão prometer a Deus que só vamos adorá-Lo se Ele fizer o que quisermos. Nós fomos feitos para adorá-Lo. Ele merece todo o nosso louvor incondicional. A oração que Jabez fez não era mesquinha, mas ele estava orando da maneira que todo o povo de Israel devia orar, pedindo posse das terras, expulsão dos inimigos, cuidado de Deus, livramento do mal e sustento (v.10).


O Senhor Jesus ensinou-nos a orar por estas coisas em Mateus 6.9-13. Ninguém avançará um palmo nesta terra se Deus não alargar as fronteiras e não podemos sobreviver sem o cuidado de Deus e o livramento das tentações. Precisamos do pão de cada dia e, por isso, devemos orar e confiar que Ele é quem nos sustenta. A oração de Jabez é totalmente lícita, pois mostra a submissão de um servo para o Seu Senhor. Assim como pessoas rezam a oração do “Pai Nosso”, muitos começaram a rezar a “Oração de Jabez”. Deus não quer isto para os Seus filhos, mas deseja que as orações brotem do nosso coração. O próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.


Ele sabe aquilo que necessitamos, antes mesmo de pronunciarmos as palavras em oração. Deus é tão amoroso. Devemos lançar sobre Ele as nossas ansiedades. A minha oração é nova a cada manhã, pois as minhas necessidades de hoje serão supridas por Deus. A minha oração de ontem serviu para ontem. Devemos insistir em oração, não apenas por um mês, mas por toda a vida. Quando conquistarmos vitória em algum pedido, teremos outros e outros mais. Jabez foi um homem abençoado. Os níveis de bênção na sua vida foram que ele foi mais ilustre que os seus irmãos e que foi um homem de orações respondidas.


Querido irmãos, continuem perseverando em oração. Não existem fórmulas, apenas ore. Coloque-se nas mãos de Deus, e Ele que sabe tudo o que precisamos, responderá conforme Sua vontade e será muito bom para nós. Deus abençoe.


1. Comentário Bíblico de Matthew Henry – 1 Cr 4 – pg.3 (Casa Publicadora das Assembleias de Deus – 3ª Edição – 2003)

Pércio Coutinho Pereira.

Professor do Instituto Bíblico Peniel em Jacutinga – MG

Pastor da Igreja Batista Bíblica em Jacutinga – MG

Pessoal: perciocoutinho@gmail.com e WhatsApp (35) 99210 9841





Comments


bottom of page