top of page

Enxergando além da maioria

Estamos vivendo momentos de muitas mudanças, incertezas, instabilidades seja no campo da política, da religião, da família, financeiro e social. O negativismo e a visão medíocre e restritiva são extremamente contagiosos. Esse é um modo de vida totalmente oposto ao que Deus planejou para nós. Precisamos ter uma visão diferente, altruísta e superior. A visão substitui a resistência da mente e a determinação ultrapassa a preguiça e a indiferença.


Quanto mais cômodo é viver como a maioria! Porém viver diferente, com excelência, num mundo de mesmice, tédio e futilidades requer coragem e determinação. Porém esse traço de caráter está ficando extinto. Sem a motivação pelo excelente, as pessoas vão vivendo na “média”, fazendo exclusivamente o necessário para serem aceitas, vivendo um conformismo sem precedentes. Alexandre Soljenitsin já advertia: “É preciso que alguém saliente que desde os tempos antigos o declínio da coragem tem sido considerado o começo do fim.


O mundo é hostil e negativo e esses pensamentos negativos resultam em medo e ansiedade. O pastor Hernandes Dias Lopes, em seu comentário de Lucas, menciona algumas verdades sobre a ansiedade que quero destacar aqui:


A ansiedade tem o poder de criar um problema que não existe; tem o poder de aumentar os problemas e diminuir nossa capacidade de resolvê-los; tira nossos olhos de Deus e os coloca nas circunstâncias (isso é incredulidade); tira nossos olhos da eternidade e coloca-os nas coisas temporais. Uma pessoa ansiosa restringe a vida apenas ao corpo e às necessidades físicas. ”


Quão nociva é a ansiedade para o ser humano e quão presente e constante ela tem sido em nossos dias. Como enfermeira tenho presenciado o aumento significativo do uso de medicamentos controlados, por pessoas de todas as idades. O desespero que culmina em suicídios também tem aumentado consideravelmente. O que falta a essas pessoas? Falta-lhes visão, a capacidade de enxergar além da maioria. Visão é a habilidade de ver a presença de Deus, sentir o Seu poder apesar dos obstáculos.


Penso no episódio dos doze espias em número 13. Moisés envia doze espias para observarem a terra e voltarem com um relatório sobre como era a terra. A missão não era avaliar se tinham ou não a capacidade de conquistá-la. Essa promessa eles já tinham. No entanto, ao retornarem, apenas dois homens, Josué e Calebe tinham a visão correta da situação. Enquanto os israelitas foram influenciados pelos dez espias e mergulharam no medo e incredulidade, Josué e Calebe continuaram firmes em sua confiança porque sabiam que, apesar dos gigantes, Deus era maior; apesar dos obstáculos, a promessa era de um Deus Fiel. Aqueles dois homens tiveram a coragem de manter sua posição contra tudo e contra todos porque tinham convicção da verdade.


Não posso deixar de destacar o episódio da luta entre Davi e Golias. Davi conseguia enxergar além da maioria porque ele tinha experiência com Deus. Ele passava horas do seu dia em adoração a Deus enquanto cuidava de suas ovelhas. Ele experimentara o livramento do Senhor quando conseguiu matar o leão e o urso para salvar suas ovelhas. Ele enfrentou o gigante porque sua visão estava correta. Enquanto os soldados enxergavam o gigante, Davi olhava para Deus. Mesmo com todas as possibilidades contra o favoritismo de Davi, ele marchou confiante e derrotou aquele gigante. Quando caminhamos com fé, mesmo contra a correnteza, Deus é glorificado e Seu poder se manifesta através de nós. No final de sua vida, Davi pode afirmar confiantemente: “Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão. ” Salmo 37:25


Quero concluir com o texto de Lucas 12.22-31: “Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir…observai as aves dos céus…observai os lírios do campo…buscai pois, em primeiro lugar o Seu reino e a sua justiça. ” Entendamos que nosso Pai conhece nossas necessidades. Portanto, um espírito tranquilo e satisfeito em meio às aflições temporais da vida, glorificam a nosso Pai Celeste pois revela uma fé que dirá: “O Senhor é meu pastor e nada me faltará. ” Salmo 23.1 Uma fé íntegra deve produzir um coração tranquilo.


Lembre-se que o Pai Celeste está nos observando e cuidando de cada detalhe da nossa vida. Mesmo vivendo num mundo hostil e negativo, confie em Deus, não se conforme aos pensamentos negativos da maioria. Se já desistiu, volte à pista novamente. Deus te chama para viver de forma diferente e altruísta.


BIBLIOGRAFIA


LOPES, Hernandes Dias. Lucas: Jesus o homem perfeito. HAGNOS, 2017.


SOLJENITSIN, Alexandre. Discurso de formatura proferido na Universidade de Harvard em 8 de junho de 1978. Copyright 1979.








Yorumlar


bottom of page