top of page

Família Moreira

Quero iniciar nossas notícias com a palavra GRATIDÃO, expressando exatamente como está nossos corações nestes dias. Desde a última carta (julho), muitas coisas aconteceram que nos faz sermos gratos. Em setembro a saúde da Marlete agravou muito. A toxidade da quimioterapia destruiu muito sua medula a ponto de quase não produzir mais plaquetas e com isso a quimio teve de ser interrompida, como resultado as metástases em seu fígado cresceram bastante e danificou tanto o fígado a ponto de se transformar em cirrose. Com isso Marlete ficou com a pele na cor esverdeada, seus olhos bem amarelos e seu abdômen muito inchado. Por duas vezes precisou ficar internada na UTI, pois, iniciou um quadro de infecção, e depois de uma semana teve uma hemorragia gastrointestinal. Durante esse tempo de internação ouvi de dois médicos que minha esposa estava num quadro de câncer terminal, e não havia muito mais o que fazer, inclusive fui aconselhado pelo médico da UTI que “se fosse ele, levaria sua esposa para passar seus últimos dias em casa com seus familiares e não morrer em um hospital”. Mas como no texto bíblico acima nos exorta, não perdemos a esperança e colocamos nossa confiança no Senhor, sabendo que se Ele quisesse agir, nada O podia impedir.

Muitos de vocês que estão lendo este texto, estavam orando pela saúde da Marlete, e o Senhor atendeu. Certa noite no hospital, já pensando se deveria comunicar com os familiares para virem se despedir da Marlete, achei melhor esperar até o dia seguinte, e de fato o Senhor tinha outros planos. Na manhã seguinte, depois da Marlete conseguir dormir somente depois injetar morfina em sua veia, ela acordou bem melhor, e por duas vezes fizeram a paracentese (retirar o liquido da barriga), e logo iniciou um novo ciclo de quimioterapia menos agressivo. Nestas últimas quatro semanas, Marlete está muito melhor. Hoje seus olhos não estão tão amarelos, seu abdômen está normal, sem inchaço, sua disposição retornou e quase não tem dores. Já retornou para a sessão de pilates, voltou a fazer caminhada e dirigir.

Não sabemos os planos do Senhor, se Ele irá curá-la ou quanto tempo ainda a teremos conosco, mas uma coisa é certa: no momento em que escrevo este texto, ela está bem melhor, e nós estamos louvamos ao Senhor por isso. Somos gratos aos amados irmãos que estão orando pela Marlete, e também por sua mãe (Maria da Conceição) que também luta contra o câncer. A única maneira de retribuir, pelo o que estão fazendo por nós, é pedindo ao Senhor, que Ele vos retribua com suas maravilhosas bênçãos.

Nossos filhos estão ótimos, Duda irá se casar em dezembro, e estamos animados e ansiosos por esse dia. Ester e Andrezinho estão fazendo homeschooling, estão próximos a concluírem o ano escolar.

Eu estou discipulando dois adolescentes, filhos de um casal de alunos aqui no CTMS, e aconselhando dois casais de namorados que planejam se casar. Visitamos algumas igrejas aqui na região e estamos agendados para uma conferência de missões na Igreja Batista Bíblica de Orlândia SP, entre os dias 04 e 06 deste mês de novembro.

Muito obrigado por todo apoio, seja ele através de orações, ofertas, palavras de ânimo e carinho. Nesses 14 anos na obra missionária, NUNCA nos sentimos sós, porque o crente nunca está sozinho. Jesus prometeu que estaria conosco todos os dias e, além dEle, sentimos, também, a proximidade de todos vocês.

Seus missionários André, Marlete, Duda, Ester e André Filho.

Comments


bottom of page