top of page

Fomos alcançados para alcançar outros!

O Apostolo Paulo em 1 Tessalonicenses no capitulo primeiro, escreve para elogiar aquela igreja pela fé e pelo exemplo que eles viviam. O Apostolo inicia dizendo que sempre agradecia a Deus por eles, e que eles eram lembrados em suas orações. Pelo que o Apóstolo elogia os Tessalonicenses? por três motivos: pelo trabalho, pelo esforço e pela perseverança.


O trabalho que resulta da fé, o esforço que era motivado pelo amor e pela perseverança que era proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. Nesta carta o Apóstolo Paulo nos mostra uma igreja que por causa do Evangelho que os alcançou, passou a testemunhar e anunciar o evangelho a outros. Fomos alcançados para isso, para anunciar as Boa Novas.


Fomos salvos para anunciar a outros a salvação em Cristo Jesus.


O Apóstolo Paulo afirma que apesar de muito sofrimento eles receberam a Palavra com alegria que vem do Espírito Santo (v.6). A vida cristã não é um parque de diversões. A caminhada com Cristo é marcada por sofrimento. Basta olharmos para as escrituras e veremos as experiências de todos os grandes homens e mulheres de Deus no passado, experiência de dor, de luta, de sofrimento. Se olharmos para a vida de servos fiéis hoje, que decidiram renunciar tudo por amor de Cristo, veremos vidas marcadas pela dor, por lutas e sofrimento.


Mas o Texto sagrado diz, que apesar do sofrimento eles receberam a Palavra com alegria, mas não qualquer alegria, a alegria que vem do Espírito Santo. Só é possível enfrentar o sofrimento e permanecer alegre, por meio da ação do Espírito Santo, que nos dá a compreensão de que: – “Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno.” 1 Cor 4.16. O texto sagrado ainda nos diz que os crentes de Tessalônica se tornaram modelo para todos os crentes que estavam na Macedonia e na Acaia, pois a partir deles, propagou-se a mensagem do Senhor naquelas cidades. Os crentes de Tessalônica receberam o evangelho e agora estavam compartilhando.


Passaram a testemunhar a fé em Deus e em Cristo de maneira prática: abandonando os ídolos e se voltando para Deus. Olhando para a igreja de Tessalônica aprendemos que a fé em Jesus deve nos levar a compartilhar o evangelho com outros. Era a fé no Senhor Jesus e em suas promessas que os motivava ao trabalho: – “…e esperar dos céus seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos: Jesus, que nos livra da ira que há de vir” (v.10). Aprendemos que eles se esforçavam motivados pelo amor.


Certamente o amor a Deus e ao Senhor Jesus. Não temos amados ao Senhor o suficiente para nos esforçarmos para anunciar o Evangelho, para testemunhar de Cristo. Eles perseveravam por causa de esperança no Senhor Jesus. Eles esperavam dos céus a volta de Jesus. Perdemos de vista esta verdade. Acordamos e dormimos, vivemos dia após dia, sem se quer lembrar da promessa da volta do Senhor Jesus. Eles perseveravam porque tinham esperança nas promessas.


Nossa geração é uma geração fraca, que não persevera, que desiste fácil e que vive como se tudo que existe fosse o hoje, fosse este mundo, esta vida. Que o Espirito Santo nos avive no meio de uma geração corrompida e perversa.


Nos ajude a ter fé para continuar trabalhando, testemunhando e perseverando nas promessas que nos dão esperança: – E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras – Apocalipse 22.


__________________________________________________________________________________

Autora: Maria Genaina de A R Reder Antes de qualquer outro adjetivo, serva do Deus Vivo. Casada. Mãe de dois filhos. Membro da Igreja Batista em Jd. Paulista Guarulhos SP. Professora aposentada.








Comments


bottom of page