top of page

Introdução à Segunda epístola de Pedro

1.Autor da carta


A segunda carta não é aceita por todos os comentaristas modernos. Dizem que o estilo é diferente e que somente no terceiro século é que foi aceita. Não temos razão para duvidar. Jerônimo defende a diferença de estilo explicando que talvez Pedro tenha usado amanuense. Dionísio de Alexandria (395) não aceitou a segunda carta como sendo de Pedro, mas disse que os pais da Igreja a aceitavam. É claro que a evidência interna nos basta (1.1,14, 16-18, note que o escritor estava presente na Transfiguração e 3.15 era alguém íntimo de Paulo. Além do fato de que 3.1 menciona a primeira carta do apóstolo).


2.Data, local e os destinatários da carta


Provavelmente a data, local e os destinatários correspondem à primeira carta, ou seja, aos crentes por todo o mundo da época.


3.Objetivo da carta


Combater os falsos ensinos gnósticos. Os hereges negavam a Cristo, insubordinavam-se contra as autoridades, praticavam a imoralidade e eram gananciosos. Vemos mais claramente o combate às falsas doutrinas nos capítulos 2 e 3. No primeiro capítulo, a obra da salvação em Cristo é ressaltada.


4.Versículo-chave da carta


1.10 expressa de modo claro como podemos evitar o tropeço da falsa doutrina. Devemos ficar firmes na nossa eleição em Cristo Jesus. Com a certeza bíblica de que aquele que confia em Cristo como Seu salvador, não há perigo de tropeço com os ensinos falsos.


5.Tema e palavras-chaves


O tema: “Crescimento na graça e conhecimento de Jesus Cristo” (3.18). A palavra-chave é “conhecimento” (1.2,3,8, 2.20, 3.18).


6.Dificuldades e curiosidades encontradas na carta


1) A Palavra de Deus é única fonte totalmente segura para a orientação espiritual (1.20-21).


2) O capítulo todo se refere ao apóstata. É alguém infiltrado na igreja. Não é salvo. Alguns têm dificuldade com a expressão “negando até o Senhor que os resgatou”. Não devia ser surpresa, pois Jesus é potencialmente o resgatador do mundo todo, mas efetivamente é resgatador somente daquele que crê. Os últimos versículos dizem que “seria melhor para ele nunca ter conhecido o caminho da justiça”. Jamais diríamos isso, exceto para m apóstata obstinado que não é salvo (2.1,21).


3) A terra será destruída para a inauguração do que chamamos “céu”. De fato, será uma nova criação muito semelhante com o Éden. Parece até um Éden restaurado. Não será esta terra restaurada, pois ela não existirá mais. É uma destruição e após uma nova criação (3.7-13).


4) Versículos muito semelhantes de 2 Pedro comparados com versículos da epístola de Judas:


2 PedroJudas2.1-242.462.1193.3-417-18


Querido leitor, a segunda carta de Pedro oferece a todos nós ânimo e coragem em momentos difíceis. Espero que você não se esqueça que o Senhor lhe ama e está pronto para lhe auxiliar nas lutas que você está passando. Não perca a esperança da vinda de Jesus, a qual será a solução de todos os nossos problemas. Deus abençoe.



Pércio Coutinho Pereira


Pastor da Igreja Batista Bíblica em Jacutinga MG



WhatsApp (35) 99210 9841








Comentarios


bottom of page