top of page

Lembrai-vos disto e tende ânimo

É a recomendação bíblica (Is 46.8) aos salvos que enfrentam adversidades. Além disso, somos expostos diariamente às notícias desagradáveis. O que fazer diante dos “dias maus”?


1. Trazer à lembrança o que nos dá esperança. Foi o que fez o profeta Jeremias diante da angústia (Lm 3.21). Não há problema superior a Deus. Quantas situações difíceis, humanamente de soluções impossíveis, já enfrentamos? Pense. Faça uma rápida retrospectiva. Talvez isso tenha levado o autor do hino a escrever: “conta as bênçãos dize–as de uma vez e hás de ver surpreso quanto Deus já fez” (hino 329 CC). Deus é tão maravilhoso que, apesar de nós, Ele age em nós e por nós!


2. Lembrar da Fala de Deus. Mostra-nos o caminho a seguir diante dos nossos temores. Vem dos discípulos a lição. Eles, reconhecendo a impotência da força humana diante das verdades espirituais, clamaram ao Mestre: Aumenta-nos a fé (Lc. 17.5). A Fé vem pelo ouvir a Fala de Deus.


3. Lembrar da Confissão. Confessar nossas fraquezas, toca o coração de Deus. Alcançaremos misericórdia e força do alto para, tal como Davi, sairmos na força do Senhor (Sl. 71.16). Um precioso ensino desta transparência diante de Deus, é o pai do menino mudo. Jesus disse a ele: Tudo é possível ao que crê. Crês tu que eu posso curá-lo? (Mc. 9.23). Aquele homem, convicto da sua miséria adâmica, confessa plangente dizendo: “…ajuda-me na minha falta de fé” (Mc. 9.24). Alcançou ajuda e misericórdia. O filho foi curado e libertado.


O reavivamento da fé acontece quando há confissão. Colocar diante de Deus o que verdadeiramente somos, nos leva a uma visão do que Ele é. “Não mais ver para crer, mas crer para ver”. Assim começa o avivamento da alma e o despertamento da fé.


4. Lembrar da Palavra Profética. O noticiário atual é um aviso de que a nossa redenção está próxima. Umaespiadela no mundo é o suficiente para ver a aproximação do arrebatamento dos salvos. Um mundo que vai de mal a pior. Descrente. Cético. Nega a depravação do coração humano e “a necessidade de redenção pelo derramamento de sangue… Denomina de fraqueza aquilo que Deus chama de perversidade. Aconselha cultura em vez de Calvário”. Uma pregação neomodernista que “quer revisar a Bíblia, desculpar o diabo e refrescar o inferno”. Sem freios. Sem moral, Um mundo que afronta o real Evangelho, nega o sangue de Cristo e ridiculariza a bendita esperança”. Breve virá o “Sol da Justiça”.


Foi Jesus mesmo quem disse: Quando virdes estas coisas acontecerem, olhai para o Alto e exultai, pois, a vossa redenção está próxima (Lc 21.28).


Portanto dúvidas, receios, angústias e inquietações do “velho Adão” sempre estarão presentes na jornada terreal. Mas vem do Senhor a gloriosa promessa: Até a vossa velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs (cabelos brancos) eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei. Lembrai-vos das causas passadas da antiguidade; que eu sou Deus e não há outro, eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim… Lembrai-vos disto, e tende ânimo… (Isaías 46.4,9,8 a). Bendito seja Jesus Cristo! Maranata.








Comentários


bottom of page