top of page

Missão Aliança de Esperança

Heron e Ana Paula em novo campo

Atualmente o casal de missionários, Heron e Ana Paula Braiani estão em Manaus, em um processo de transição para reativar a aviação missionária na região do Amapá, com voos que também apoiarão a obra missionária nos estados do Pará, Amazonas e Roraima.

Porque o Amapá e não mais Benjamin Constant AM?

Benjamin está em uma das regiões onde tem a maior concentração de povos isolados do mundo, por este motivo a barreira burocrática é gigantesca, principalmente neste cenário pós pandemia, limitando as operações aéreas missionárias e inviabilizando a permanência de aeronaves.

Já em Macapá, capital do Amapá, para onde o casal irá, possui muitas aldeias isoladas de indígenas civilizados que precisam de suprimentos constantes, com portas abertas para projetos.

E Benjamin, como fica?

Benjamin precisa menos da aviação missionária porque tem rios navegáveis e o povo da região prefere esse transporte. Aviação só em emergências. Depois de quase quatro anos servindo em Benjamim, a chegada do Pastor Cristiano supre a necessidade pastoral e de liderança.

Por que ficar em Manaus por um tempo?

São dois motivos principais:

Primeiro: tomar um fôlego financeiro, pois Manaus é metade do caminho.

Segundo: cuidar da saúde familiar e fazer alguns treinamentos na área da aviação e teologia que só é possível em Manaus.

Como você pode ajudar? Orando. Contribuindo. Participando de projetos. Divulgando.

Para saber mais, entre em contato pelo WhatsApp (62) 8225-4144)


A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo. (Fp 3.20)

bottom of page