top of page

O inferno contra a criança

UMA GRAVE CONSTATAÇÃO


Peço perdão ao leitor, se o título do artigo o incomodou. Mas o povo de Deus precisa abrir os olhos e constatar: o inferno está contra a criança! Não é difícil observar que a falta de excelência no trato com as crianças, principalmente com aquelas que experimentam algum tipo de abuso e de abandono, pelos próprios pais ou pela sociedade em geral, é uma triste realidade em todas as camadas sociais e nas mais diversas áreas:





• Na Área EDUCACIONAL – Há muitas crianças sem acesso a uma instrução que lhes abra as portas para o desenvolvimento intelectual saudável. Quantas crianças são consideradas analfabetas funcionais, pois embora tenham acesso à escola, não conseguem ler ou entender o que leem!


• Na Área FAMILIAR – Como cresce o número de crianças inseguras por causa de desajustes familiares! A ausência dos pais na formação de seus filhos é um problema gigante. Muitas crianças acabam vivendo a maior parte do dia em escolinhas e creches ou com parentes. Junte-se a isto a falta de uma disciplina sadia dentro dos preceitos bíblicos. Eis aí a receita para surgir uma geração rebelde.


• Na Área FÍSICA – Não é possível precisar o número de crianças traumatizadas pelos maus tratos: falta de alimentos, de roupas, de remédios e de atenção básica. Há milhares que sofrem espancamentos, queimaduras, mutilações e outras agressões físicas.


• Na Área PSICOLÓGICA – Onde encontrar uma estatística que informe com precisão o número de crianças que vivem perturbadas por ameaças, humilhações e privações de ordem emocional?


• Na Área RELIGIOSA – triste saber que um grande número de crianças vive enredada nas malhas de religiões e seitas, nas quais a salvação depende das boas obras, do esforço pessoal e onde a superstição, a feitiçaria e o ocultismo estão presentes.


• Na Área SEXUAL – Quantas crianças são forçadas, humilhadas e levadas a participar de práticas eróticas, sendo exploradas em negócios de prostituição infantil? Milhares estão, lamentavelmente, marcadas pelo abuso e pelo estupro, causado até pelos próprios familiares?


• Na Área SOCIAL – Muitas crianças perambulam pelas ruas das principais cidades do nosso país e do mundo. São crianças abandonadas pelos próprios pais, entregues à própria sorte, sem qualquer tipo de assistência da sociedade como um todo.


• Na Área TRABALHISTA– Como precisar o número de crianças exploradas por patrões inescrupulosos, que as submetem a excessivas jornadas de trabalho, em atividades penosas, de alto risco e às vezes ilegais? Muitas delas ficarão com a saúde irremediavelmente afetada pelo tipo de trabalho que realizam.


Sim, o inferno está contra a criança! Além dos abusos e abandono nas áreas listadas acima, é inegável que as forças satânicas estão agindo fortemente para tomar conta das mentes das crianças levando-as ao envolvimento direto com práticas diabólicas, por meio de desenhos animados, filmes, músicas, brinquedos, jogos, e uma enorme variedade de atrações. Elas estão sendo familiarizadas com o ocultismo e estão aprendendo a brincar com as trevas. É um quadro assustador!


É HORA DE EVANGELIZAR A CRIANÇA


Após a Sua ressurreição, o nosso bendito Senhor e Salvador Jesus Cristo deu esta ordem: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16.15). Precisamos compreender e não esquecer que “toda criatura” inclui também as crianças.


As crianças são pecadoras, assim como todos nós. A Palavra de Deus diz que “…todos pecaram…” (Romanos 3.23). Desde o nascimento, o que as crianças pensam, sentem, falam e fazem revela a sua natureza pecaminosa. Cada uma delas está também debaixo da ira e do juízo de Deus. E o castigo de Deus para o pecado é a morte eterna: “o salário do pecado é a morte”. Elas precisam, portanto, saber que “o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6.23).


A boa notícia é que as crianças são amadas por Deus e foi por elas também que Cristo morreu e ressuscitou. Jesus, em certa ocasião, tomou uma criança para servir de modelo para os adultos. Está registrado em Mateus 18:2,3: “E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade lhes digo: se vocês não se converterem e não se tornarem como crianças, de maneira nenhuma entrarão no Reino dos Céus.” (Mateus 18:2,3). As crianças são simples e mais confiantes que os adultos. São mais sensíveis à voz do Espírito Santo; portanto, estão prontas a reconhecer seu pecado e sua necessidade de Deus, mais que os adultos.


Um fato notório é que cerca de 80% dos crentes de hoje receberam a Cristo como Senhor e Salvador quando eram crianças. Outro dado importantíssimo é que e a maioria dos pastores e missionários, que hoje servem ao Senhor, também dedicaram suas vidas para Deus ainda pequenos. Além dos exemplos bíblicos de Samuel, Moisés, e a menina escrava de Naamã, podemos citar diversos servos de Deus que creram em Jesus quando crianças: Hudson Taylor, o grande missionário na China; Luís Palau, grande evangelista argentino, que recebeu a Cristo quando criança numa Classe de Boas Novas da APEC na Argentina; Corrie Ten Boom (a jovem holandesa que ficou firme na fé mesmo no campo de concentração); o grande evangelista americano Billy Graham; Luiz Sayão (pastor brasileiro, teólogo, linguista, tradutor bíblico e hebraísta, escritor, conferencista) e tantos outros.


Hoje, mais de 40% da população mundial constitui-se de crianças; portanto, elas são o maior dos campos missionários. O investimento na evangelização de crianças traz o melhor e mais precioso resultado, pois uma criança ganha para Cristo tem a vida toda para servir na obra do Senhor. Devemos aproveitar as oportunidades e alcançar as crianças para o Senhor Jesus Cristo, apresentando a elas a mensagem da salvação, enquanto são crianças! Muitos querem conquistar as crianças. Vamos ganhá-las para Cristo!


INVESTIR NA EVANGELIZAÇÃO DAS CRIANÇAS É A MAIS INTELIGENTE DAS ESTRATÉGIAS


Sabemos que Satanás e o inferno batalham para conquistar milhões de crianças. E os cristãos? O que estamos fazendo pela salvação das crianças? Jesus prometeu abençoar aquele que receber a criança em seu nome, quando afirmou: “E quem receber uma criança, tal como esta, em meu nome, é a mim que recebe.” (Mateus 18:5).


Você gostaria de receber o Senhor Jesus em sua casa? Em sua igreja? Certamente que sim! Pois bem, há crianças ao seu redor, na sua vizinhança que precisam ouvir sobre o perdão e o amor de Deus por elas. Foi Jesus quem disse: “Quem receber uma destas crianças em meu nome, está me recebendo”.


Vamos abrir a porta do coração, da casa, da igreja para que as crianças se reúnam conosco e ouçam a maravilhosa história sobre Jesus, quem Ele é, o que Ele fez, e como podem confiar nele como seu Senhor e Salvador! Vamos também bater em outras portas, onde estão crianças: casas, creches, escolas ou hospitais e anunciar as boas novas da salvação.


O inferno está contra as crianças – isto é um fato; mas os que amam ao Senhor Jesus estão lutando pelas crianças. Jesus Cristo mesmo foi quem deixou claro que a Sua igreja avançaria vitoriosa e que “as portas do inferno não” prevaleceriam contra ela. (Mateus 16:18).


As crianças representam o maior campo missionário do mundo, mas estão sob o ataque do inferno. O que você fará pelas crianças a partir de hoje? Vai ignorá-las ou vai conduzi-las a Cristo?


CONTE À CRIANÇA AS CINCO VERDADES DO EVANGELHO USANDO OS DEDOS DA MÃO:





a) POLEGAR – Deus me ama – Com a mão fechada e o polegar levantado, o sinal significa uma coisa boa, uma coisa “joia”. A melhor coisa deste mundo é saber que Deus nos ama.


b) INDICADOR – Eu sou pecador – Com o indicador apontando, podemos explicar que facilmente apontamos os defeitos dos outros, e esquecemos que há três dedos que apontam para nós mesmos. Também pecamos e fazemos coisas erradas, como todo mundo faz.


c) MÉDIO – Cristo morreu por mim – Com a mão espalmada para cima podemos perguntar: “Qual é o maior dedo da mão?” Ao ser identificado o dedo médio podemos afirmar: “Você sabe qual é a maior notícia que eu tenho para você?”


d) ANULAR – Eu recebo a Cristo na minha vida e no meu coração – O dedo anular é usado para se colocar uma aliança. Quem coloca a aliança? Isso mesmo, o noivo e a noiva, especialmente no dia do seu casamento. O que isto significa? Que cada um recebeu o outro para ser seu, para sempre. Você sabia que precisamos também receber a Cristo em nossa vida e no nosso coração?


e) MÍNIMO – Estou salvo – Olhe para este dedinho tão pequenino. Com a outra mão, segure-o bem forte. Jesus garante que nunca o deixará e jamais o abandonará. Esta é a sua promessa em Hebreus 13:5b. Você está salvo.


_____________________________________________________________

Prezado leitor, se estiver em suas mãos promover o resgate de crianças em situação de vulnerabilidade, seja em que área for, não se omita; denuncie se tomar conhecimento de algum abuso. Faça a diferença! Entretanto, lembre-se de que a melhor proteção que você pode proporcionar a uma criança é colocá-la nas mãos do Bom Pastor, Jesus. Leve as crianças ao Bom Pastor!








Comments


bottom of page