top of page

O que diferencia Israel das demais nações

A luz da palavra de Deus somos levados a reconhecer: não há na face na terra nenhuma outra nação como a nação de Israel! Porém, o que a diferencia das demais nações? Ela é a única nação com a qual o eterno Deus estabeleceu um pacto. Biblicamente uma aliança ou pacto é um contrato incondicional da parte de Deus, onde Ele graciosamente, por meio de um juramento irrestrito, se dispõe a conceder, por sua própria iniciativa, bênçãos sobre aqueles a quem a aliança é dirigida. É a isto que o apóstolo Paulo se refere no capítulo no capítulo 9 de sua carta aos romanos “Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas”. Notem que o apóstolo usa a expressão no plural “as alianças”, demonstrando que por mais de uma vez Deus usou deste meio para demonstrar seu especial apreço pela nação de Israel.


Deus usou desta prática em Gênesis 12, ao estabelecer sua aliança com o patriarca Abraão. Deus prometeu aquele homem que seu nome seria grande, que uma nação se originaria a partir dele e que todas as famílias da terra seriam abençoadas através desta aliança. Quem o abençoasse seria abençoado, quem o amaldiçoasse seria amaldiçoado, reis procederiam dele e sua semente seria como o pó da terra. Em Gênesis capítulo 17 o Senhor lhe declara “E estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança perpétua, para te ser a ti por Deus, e à tua descendência depois de ti”. O Senhor sempre será o Deus de Israel.


O Senhor repetiu esta prática quando a nação de Israel chegou à terra prometida após o êxodo. Ali eles se depararam com um território ocupado por nações inimigas e foi-lhes confirmado o que fora também prometido a Abraão em Gênesis capítulo 13 “Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre”. Esta aliança confirma que a terra de Canaã pertence exclusivamente a nação de Israel.


Também no capítulo 7 do segundo livro do profeta Samuel encontramos o Senhor estabelecendo uma aliança com a nação de Israel, de forma específica com o Rei Davi, “Porém a tua casa e o teu reino serão firmados para sempre diante de ti; teu trono será firme para sempre”. Em um primeiro momento está aliança se refere ao Rei Salomão, porém uma porção desta ainda aguarda cumprimento e será realizada quando Jesus Cristo se assentar no trono em Jerusalém para reinar sobre todas as nações da terra. É para que isto aconteça que Israel está sendo preservada por Deus como nação e Ele a mantém em seu território.


Finalmente, no livro do profeta Jeremias, capítulo 31, encontramos a quarta aliança do Senhor com a nação de Israel “Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá”. Esta nova aliança concederá a Israel a plenitude das bênçãos prometidas ao patriarca Abraão, seu povo será purificado e congregado, habitarão seguros em sua terra e haverá paz para Israel. O Templo do Senhor será erguido em Jerusalém e Israel será conhecida entre todas as nações como uma nação abençoada por Deus.


Talvez você tenha escolhido não crer em Deus. Saiba que a nação de Israel é uma demonstração real não somente da existência de Deus como de seu poder. Uma pequena nação impossível de ser destruída, porque as alianças de Deus são como o próprio Deus, eternas, bondosas e imutáveis.








Comments


bottom of page