top of page

Procuram-se obreiros

Jesus escolheu 12 apóstolos. Em Atos 17:6, referindo-se aos discípulos de Jesus os judeus clamaram: “Estes que têm alvoroçado o mundo, chegaram também aqui”.


Este verso dito pelos judeus de Tessalônica soa como uma crítica. Mas, na verdade, para os discípulos de Jesus essa afirmação era um grande elogio, porque se referia ao impacto que estes homens estavam causando por onde passavam.


Na história da humanidade houve vários momentos em que o mundo precisava ser sacudido, mas nunca como agora. Certa vez disse John Wesley: “Para que isso aconteça precisamos de crentes comprometidos com a obra de Deus, pessoas que não temem nada além do pecado e que só desejam fazer a vontade de Deus ”.


E Jesus dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me”. Lucas 9.23.


Afinal, o que significa ser um discípulo? Significa simplesmente que você coloque seus planos, seus objetivos e suas aspirações aos pés de Jesus. Significa simplesmente dizer, “Não seja feita a minha vontade, mas a Tua“.


Você já tentou fugir dos planos de Deus para a sua vida? Pode ser que você tenha pensado que tinha um plano melhor ou que certas verdades ensinadas nas Escrituras você simplesmente não tenha desejado seguir ou ainda pode ter sido o chamado de Deus na sua vida para servi-Lo, que você simplesmente recusou.


E depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir. E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara”. Lucas 10:1,2.


Nestes últimos dias esta oração é mais do que uma necessidade, é um desafio. Os ceifeiros não são suficientes diante do crescimento da seara. São poucos os que praticam um só ato de evangelismo durante a semana. Pouquíssimos são os que distribuem pelo menos um folheto evangelístico por dia. É menor ainda os que oram por almas salvas. Pensam erroneamente que a pregação tem que ser feita no púlpito. Um dos maiores desafios que a Igreja enfrenta neste tempo é a falta de ceifeiros preparados para a ceifa. A busca dos necessitados de Deus lá fora, onde eles estão, dificilmente faz parte da prioridade dos obreiros destes últimos dias. Continuemos empenhados na oração recomendada por Jesus para que não faltem obreiros santos neste tempo do fim.


O Senhor Jesus nos alerta que grande é a seara, muitas as vidas que precisam ser evangelizadas, milhares de almas perdidas e desviadas que precisam ser alcançadas. Elas não estão dentro das quatro paredes, elas estão lá fora. A ordem é “IDE”. Poucos são os que cumprem essa missão. Pense nisso!








Comments


bottom of page