top of page

Servos na medida de Deus

“Servos, obedecei em tudo aos vossos senhores segundo a carne, não servindo apenas sob vigilância, visando tão-só agradar homens, mas em singeleza de coração, temendo ao Senhor. Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor, e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo;” Cl 3.22-24


Quando servimos uma pessoa, devemos servi-la da melhor maneira possível, porque é ao Senhor que estamos servindo, e para cada serviço, Ele tem um servo na medida dEle para realizar a Sua vontade dentro do seu plano perfeito.


No momento que Adão pecou, ele pegou folhas de figueira e fez cintas para si, não a roupa completa, mas apenas para tampar sua parte intima (Gn 3.7), já Deus, fazendo o papel de estilista, o deu vestimenta eficaz. Assim, como Deus fez vestimentas eficazes, para Adão e Eva, Ele também faz vestimentas eficazes para o serviço que Ele quer que seja cumprido, escolhendo e preparando um servo na medida dEle.


Para fazer uma roupa, o estilista escolhe o tecido próprio para combinar com o modelo, tanto na cor, qualidade, resistência e tamanho. Deus o estilista, também escolhe servos, para trabalhos de acordo com a Sua vontade e proposito. Existem inúmeros trabalhos para serem realizados, como ser cônjuge, conselheiro, mãe, pai, missionário(a), esposa de pastor, professor da EBD ou de escola secular, exercer alguma profissão, algum trabalho que requer muita paciência, etc. Enfim, são diversas tarefas que Deus coloca seus servos para realizar.


Em 1 Co 1.27-28 está escrito: “pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; ” Mas como assim? A escolha do tecido não tinha que ser da melhor qualidade, e o versículo nos mostra que Deus escolheu as coisas loucas, fracas, desprezadas. Mas, os tecidos são feitos artesanalmente ou industrialmente que resulta da tecelagem regular de fios de lã, seda, algodão, ou outra fibra natural, artificial ou sintética. A seda por exemplo é um tecido fabricado com filamento que constitui da larva do bicho-da-seda que crisalidam dentro de um casulo de seda fina, a seda artificial é fabricada com fibra vegetal ou sintética, o linho é fio extraído do caule de uma planta também chamada linho, o algodão é feito do próprio algodão. Percebemos então, que os tecidos são feitos de coisas que nos parecem tão inúteis e insignificantes, mas que produz na sua obra final um produto de qualidade e de resistência, por isso, não podemos desprezar as escolhas de Deus, porque Ele sabe o que faz.


Depois da escolha do tecido é necessário que seja na medida do modelo, em 1 Co 1.30-31 está escrito: “Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou da parte de Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção,” Que maravilha! Além de Deus nos escolher para a salvação Ele nos dá sabedoria, justiça, santificação e redenção, através de seu filho Jesus Cristo. Nós devemos nos entregar de corpo e alma ao serviço que Deus nos escolheu para realizar, por que, somos o tecido na medida exata nas mãos do estilista, somos seus servos.


Após a escolha do tecido o estilista corta o molde, costura, verifica os detalhes, prova e dá o acabamento necessário. Deus é o Estilista, o tecido é o servo, agora “[…] Ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar. ” 1 Pe 5.10. Ao cortar o molde, Deus está tirando do servo os pecados da carne, conforme: Gl 5.19-21 “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam”. O servo está nas Mãos do Estilista, para moldar e tirar tudo o que desagrada a Ele.


Com o molde pronto, o estilista vai unir as peças para costurar, essa união das peças é a comunhão do servo com Deus, e quanto mais comunhão do servo com Deus, mais fácil será ter comunhão com os outros.


Depois de unir e verificar as peças, o estilista costura peça por peça, de forma que, quem olha de fora acha estranho, parece que não vai ficar bom, isso acontece com o servo, Deus o coloca em diversas situações, para aprender com a finalidade de cumprir seu propósito. Às vezes os que estão observando, não entendem o porquê aquele servo está passando por momentos difíceis, e até mesmo critica, mas Deus sabe o que faz, ele coloca provações na vida do servo até o ponto que ele pode aguentar, não mais. Por isso, o versículo de 1 Pe 5.7 é um conforto nas horas difíceis. “[…] lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”


As agulhas que são usadas para costurar e unir as peças, são as adversidades da vida, machuca, mas é com a costura que chegará ao resultado final. Depois da costura, o estilista irá verifica os detalhes, as vezes o tecido escorregou, e a costura ficou torta, então é necessário desmanchar e costurar novamente, assim pode acontecer com o servo, Deus quer o ensinar através das adversidades, mas ele prefere fugir e não aprender, então, acontecerá tudo de novo, por isso é bom aprender da primeira vez.


Depois de costurado, verifica se ficou bom, prova o modelo e dá o acabamento necessário, barra, botões, tira as linhas que estão sobrando. Faz o acabamento para deixar a peça bonita, isso são o fruto do Espírito, Gl 5.22-23 “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio”


Modelo Pronto, obra concluída, é só vestir na ocasião. O servo na medida de Deus, está pronto para servir. Porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade. Fp 2.13


Somos servos na medida de Deus, coloquemo-nos a Sua disposição, pois, Ele mesmo nos dirá: “Muito bem, servo bom e fiel; fostes fiel no pouco, sobre o muito te colocarei” Mt 25.21 e não tenhamos medo, porque “[…] todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. ” Rm 8.28.








Comments


bottom of page