top of page

Um crente em desobediência a Deus


Há muito que ser visto em Jonas capítulo 1, talvez o aspecto missionário seja o primeiro aspecto que se apresente como o mais óbvio. Deus quis alcançar os ninivitas pagãos através de Jonas, que quer dizer pombo. Deus quer alcançar os povos através de seus filhos que estão na Igreja. Para alcançar os povos temos de enfrentar os seus usos e costumes não tão agradáveis para nós (v.1).


Para alcançar os ninivitas Jonas deveria denunciar os terríveis usos e costumes bárbaros deles. Aqui é chamado “malícia”, ou seja, a malignidade, a crueldade e toda a perversidade. Deus rejeitava os seus usos e costumes. A obra missionária indígena sofre muita perseguição porque muitas pessoas da nossa civilização querem que os nativos continuem com seus costumes bárbaros de feitiçaria, sacrifícios humanos, mutilação e outras perversidades (v.2).


Jonas não estava disposto a pregar para um povo com costumes tão bárbaros. O crente tem todo o direito de não apreciar os costumes pagãos, mas se Deus mandá-lo pregar ali, o crente não pode desobedecer. Jonas se dispôs, mas para fugir. É difícil arrumar dinheiro para a obra de Deus, mas para fugir da obra de Deus as pessoas conseguem dinheiro (v.3).


Os pagãos precisam da Igreja, pois de outra maneira nunca conhecerão a verdade do Evangelho. Deus queria usar Jonas e não desistiu dele, mesmo que ele desistiu de Deus (v.4).


Aqui vemos um costume dos pagãos, o de clamar aos seus deuses. Em toda a história da humanidade, os homens aprenderam a clamar para entidades espirituais que eles mesmos criaram. Parece que nesse navio havia vários povos representados de diferentes nações (v.5-6).


Outro costume dos pagãos era lançar sortes para saber quem era o culpado. É claro que Deus não abençoa esta prática, mas aqui Deus permitiu para que Jonas se envergonhasse. O povo de Deus se utilizou dessa prática, mas Deus deixou em Sua Palavra bem claro que a sorte pode ser lançada, mas a direção certa vem Dele (ver Pv 16.33) (v.7).


Os pagãos têm o costume de clamar aos seus deuses falsos, mas não conseguem explicar a razão da existência, das calamidades e das doenças. Para eles tudo tem significado espiritual e neste caso estavam certos (v.8-9).


Os pagãos são muito temerosos quanto aos assuntos espirituais, faz parte dos costumes deles. Agora, muito mais, sabendo que o Deus criador do céu, do mar e da terra estava fazendo aquilo. Até os pagãos estavam temendo a Deus e Jonas, o profeta de Deus, que devia fazer a vontade Dele estava fugindo (v.10).


Um servo de Deus é reconhecido mesmo quando está em desobediência. Jonas era o único que podia dar esperança para aqueles pagãos, ainda que lhe custasse a própria vida. Devemos servir ao Senhor e não esperar que algo trágico aconteça para, então, obedecermos (v.11-12).


Os homens não queriam sacrificar Jonas, pois vemos que se esforçaram muito para resolver a situação de modo pacífico. Às vezes, a nossa desobediência é facilmente resolvida com uma simples confissão a Deus somente; outras vezes, não é tão fácil assim (v.13-14).


Talvez os povos não conheçam o Deus verdadeiro por culpa de profetas fugitivos. Deus quer usar os seus servos para a expansão do Evangelho, mas alguns estão fugindo da responsabilidade de irem, contribuírem e orarem. Esses pagãos só precisam ouvir a mensagem salvadora de Jesus Cristo e a Igreja só precisa levar essa mensagem, os resultados virão com a atuação do Espírito Santo (v.15-16).


Quanto ao profeta Jonas a sua situação piorou e esta é outra parte da história. Os povos de diferentes crenças têm usos e costumes bárbaros, além da prática da idolatria. Eles estão aguardando uma mensagem melhor que lhes dê sentido nesta vida sem esperança. A Igreja deve enfrentar com coragem esses usos e costumes e levar-lhes a mensagem de Salvação. Quem não obedece, foge (v.17).


Você, meu irmão em Cristo, não precisa viver uma vida em desobediência a Deus. Procure a vontade de Deus para sua vida e siga nessa direção. Consulte servos de Deus para mais ajuda e direção.


Pércio Coutinho Pereira

Pastor da Igreja Batista Bíblica em Jacutinga MG

WhatsApp (35) 99210 9841








bottom of page