top of page

"Eu nasci numa idade muito tenra, em Baytown, Texas"

Robert Calvin Nichols

07/01/1954 - 14/02/2024

 

Robert Calvin Nichols costumava dizer, com seu humor típico, quando contava o seu testemunho de salvação, que nasceu “numa idade muito tenra em Baytown, Texas,”. Esse dia foi 07 de janeiro de 1954. Mas, para seus familiares e também para aqueles que o conheceram de perto, certamente dirão que ele também nos deixou muito cedo, aqui no Brasil, em Passos MG, no dia 14 de fevereiro de 2024.


A família ao chegar no Brasil

 

O Brasil, país onde ele viveu por 38 anos, mais da metade de sua vida, servindo fielmente a Deus como missionário, tornou-se o campo do seu sepultamento. Pr. Bob estava com 70 anos de idade e toda a família sabia que seu desejo era que seu corpo aqui fosse sepultado - no país para o qual Deus o chamou para servi-lo. Assim, no dia 15 de fevereiro de 2024 uma multidão apresentou-se para estar com a sua família para o sepultamento no Cemitério Parque Recanto da Paz em Formiga, MG, Brasil.

 

Ele era membro da Igreja Batista em Madison, Alabama-EUA, juntamente com sua família desde 1986 e serviram como missionários enviados pela Madison Baptist Church World Missions. Bob nasceu em um lar cristão, filho de Hiram Richard e Ferne Louise Nichols. Aos sete anos ele entendeu o evangelho e confiou em Jesus Cristo como seu Salvador pessoal.


Enquanto frequentava o Curso Bíblico em Bob Jones, na cidade de Greenville, SC, ele conheceu a adorável Naomi Lois Marsceau, por quem se apaixonou e se casou no dia 23 de agosto de 1975 em Albert City, IA EUA. Deus os abençoou com sete filhos e quarenta e oito anos maravilhosos que puderam desfrutar juntos!

 

No ano de 1983 enquanto servia como pastor assistente na Igreja Batista Stallings Drive em Nacogdoches, TX, Deus usou uma apresentação missionária para tocar os corações de Bob e Naomi a respeito do povo brasileiro e assim eles entregaram suas vidas para serem missionários no Brasil.

 

Através de um ministério intenso e frutífero que começou em 1985, seis igrejas foram iniciadas e continuam até hoje. Seu último ministério antes de morrer, Bob estava apoiando e trabalhando juntamente com seu filho Charles na implantação de uma igreja na cidade de Carmo do Rio Claro MG.

 

Missões era algo que ardia no coração de Bob, pois ele tinha paixão em compartilhar o evangelho com as pessoas. Seu jeito humilde, direto e fácil de se relacionar, o tornou querido pelo povo brasileiro, os quais se sentiram muito acolhidos em sua casa. Deus o abençoou com a capacidade de ensinar a Palavra de Deus de uma maneira muito compreensível, e ele a colocou em uso no ministério, discipulando novos convertidos e treinando-os para servir ao Senhor através do Instituto Bíblico.


Todos os filhos e respectivas famílias

 

Pr. Bob deixou, além da esposa Naomi, sete filhos: Bob Nichols Jr. (Iara), Charles Nichols (Isabel), Juanita Silva (Weber), Heather Oliveira (Thiago), Nathan Nichols (Katherine), Stephen Nichols, e Anna Moger (Aaron). A bênção de uma grande prole, se estendeu também aos seus 19 netos, até o momento de sua morte, mas que, certamente continuará crescendo: Robert Nichols III, Megan Nichols, Daniel Nichols, David Nichols, Lisa Nichols, Linda Naomi Nichols, Matthew Silva, Joy Silva, Claire Silva, Anna Heather Silva, Victoria Silva, Lois Silva, Ryan Oliveira, Cherie Oliveira, Gabriel Nichols, Andrew Nichols, Bella Nichols, Michael Nichols e Asher Moger.

 

Atualmente, quatro filhos estão servindo com suas famílias no ministério de tempo integral: Bob Jr. e Iara Nichols; Charles e Isabel Nichols; Nathan e Kathrine Nichols; Aaron e Anna Moger. Thiago e Heather Oliveira estão trabalhando no ministério Desvelo, um projeto odontologia/evangelístico, e alguns anos atrás Weber e Juanita Silva iniciaram uma igreja em Arcos, MG onde trabalharam por cinco anos antes de se mudarem para Madison, AL (EUA) onde servem na sua igreja local.

 

Na família, Bob foi precedido na morte por seus pais, Hiram Richard e Ferne Louise Nichols, seus irmãos Gary e Charles Nichols. Vivos ainda estão seus irmãos Richard Nichols (Jennifer), Ferne Masters, Patricia Osenga (Rick) e Stephen Nichols (Becky).

 

UM POUCO MAIS DA HISTÓRIA DO PR. BOB NICHOLS

 

Aos sete anos de idade, logo que foi salvo, o pequeno Bob ficou entusiasmado e compartilhou sua fé com Rusty e Paul King, seus vizinhos. Começava ali, com certeza, o ministério de evangelização que Deus a ele confiaria.


Ele frequentou a Bob Jones Academy em Greenville, SC, durante seus anos de ensino médio, enquanto seu irmão Charles frequentava a Bob Jones University. Charles era quatro anos mais velho, amava o Senhor e era conhecido por sua paixão por compartilhar o evangelho com as pessoas.

 

No início do último ano do ensino médio de Bob, o que era também o último ano de universidade de Charles, os dois irmãos fizeram uma caminhada ao redor de um lago em um parque em Greenville, Carolina do Sul. Ao chegar do outro lado do lago, eles decidiram voltar nadando, pois seria mais rápido. Enquanto nadavam, Charles teve uma forte cãibra e se afogou. Bob não conseguiu salvar seu irmão. Ele não conseguia entender por que Deus levou Charles e não ele...

 

Depois do ensino médio, Bob fez uma viagem durante as férias de verão para a Bolívia com um amigo missionário, Nathan Ramsey, cujos pais eram missionários lá. Eles passaram seis semanas viajando pelo interior da Bolívia, realizando cultos em aldeias onde exibiam um filme evangelístico, tocavam músicas especiais e pregavam o evangelho. Naquela viagem eles chegaram a cruzar os trilhos da ferrovia para o país vizinho, Brasil.


Aquela viagem missionária colocou um peso no coração do jovem Bob em relação às missões estrangeiras. De volta para casa, ele se matriculou no Instituto Bíblico Bob Jones e, enquanto estava lá, conheceu a bela Naomi Lois Marsceau, por quem se apaixonou e se casou em 1975.

 

Depois de se formar no Instituto Bíblico, em vez de entrar no ministério, Bob fugiu da vontade do Senhor por cinco anos. Ele voltou a trabalhar para a empresa de construção de seu pai, a G&N Corporation, até que Deus chamou sua atenção ao colocá-lo no hospital. Deitado naquele leito hospitalar, ele se rendeu completamente à vontade de Deus.

 

Em 1981 ele se tornou pastor assistente, tendo sua ordenação ministerial 1983 na Stallings Drive Baptist Church em Nacogdoches, TX (EUA), sob o ministério do Pastor Bill Good. Enquanto estava lá, ele também serviu como pastor de jovens e diretor da Escola Cristã.

 

Certa noite, um casal de missionários, John e Yolanda Rice, visitaram a Igreja Batista Stallings Drive e apresentaram o que Deus estava fazendo através de seu ministério no Brasil. Deus usou a apresentação deles para colocar o povo brasileiro no coração de Bob e sua esposa Naomi. Assim, após conversar entre si, Bob e Naomi reconheceram que Deus os queria no Brasil para servir como missionários.


Com a aprovação do pastor e da igreja, eles se tornaram candidatos na Missão Batista Maranatha em Natchez, Mississippi, e foram aceitos. Ali se tornaram colegas de outras excelentes famílias missionárias servindo no Brasil com esta missão, como as famílias Cook, King e Cox.

 

A família Nichols chegou ao Brasil no dia 23 de novembro de 1985. Ficaram com o Pr. Ed Cook e família em São Paulo por cerca de um mês até conseguirem alugar uma casa própria. Ao mesmo tempo, Bob e Naomi foram para a escola de línguas aprender o português. Na época a família se completava com os filhos, Bob Jr. Charles, Juanita e Heatler e todos começaram a se adaptar ao seu novo país, Brasil.

 

Depois da escola de línguas, o missionário Sam Crosby pediu ao Pr. Bob que assumisse um estudo bíblico que ele havia iniciado em sua casa em Ribeirão Preto SP. Sam precisava retornar permanentemente para os EUA. Depois de visitar o local e orar a respeito, a Família Nichols, em conjunto decidiu mudar-se para Ribeirão Preto, onde trabalharam por cerca de seis anos e a Igreja Batista Independente do Parque São Sebastião foi fundada.

 

Enquanto trabalhava em Ribeirão Preto Pr. Bob lecionou no Instituto Batista Ebenézer de Ribeirão Preto, fundado pelo missionário Jimmy Rose, e também no Instituto Bíblico da cidade de Sertãozinho, fundado pelo missionário Kirk Hickcock. Sua vida impactou muitos jovens pregadores que ainda hoje pastoreiam.


Em 1992, Bob sofreu três ataques cardíacos em quatro dias. Enquanto ele estava debilitado, os colegas missionários Jim (In Memorian) e Patrícia King foram ajudar a família Nichols e a Igreja. A família voltou aos Estados Unidos para que Bob passasse por uma cirurgia de revascularização (ponte de safena) em Huntsville, Alabama. Enquanto ele se recuperava, o pastor Allison e diversos homens da Igreja Batista em Madison os visitava para orar e caminhar pelo auditório com ele. Foram usados para grande encorajamento do Bob naqueles dias difíceis.

 

Quando voltaram para o Brasil, em 1994, Pr. Bob sentiu que Deus os guiava para trabalhar no estado de Minas Gerais com os colegas missionários Jim e Patrícia King. Bob trabalhou naquele estado durante o restante de seu ministério. Jim e Patrícia King foram fundamentais para iniciar o trabalho em Formiga, antes de se mudarem para uma cidade próxima para continuarem com um ministério diferente.

 

Ao implantar a igreja na cidade de Formiga, Deus deu ao Pr. Bob a oportunidade de começar outra Igreja que estava começando no vilarejo de Catutiba, no norte do estado de Minas Gerais, que ficava a onze horas de carro de Formiga. Bimestralmente Pr. Bob, juntamente com os jovens da igreja de Formiga visitavam Catutiba para desenvolver aquele trabalho. Essas viagens impactaram a vida de muitos jovens de Formiga, incluindo Weber, que se tornou seu genro, casando-se com a Juanita, e Iara que se tornou sua nora, casando-se com Bob Jr. Foram muitos os jovens que fizeram aquelas viagens e ainda hoje estão servindo a Deus no ministério!

 

Naquela época, Pr. Bob também lecionou no Instituto Bíblico de São Sebastião do Paraíso MG, fundado pelo missionário Philip Ronald Allen. Todas as segundas-feiras, ele enchia dois ou três carros com jovens e viajavam três horas por estradas muito perigosas e cheias de curvas para chegar ao Instituto Bíblico, aonde lecionava por três horas, e depois fazia a viagem de volta por mais três horas. Fez isso por dois anos, até que decidiu abrir o Instituto Bíblico na cidade de Formiga MG.

 

Na mesma época, no primeiro sábado de cada mês, o Pr. Bob levava os jovens da sua igreja a um encontro de jovens em Franca SP, na Igreja fundada pelo pastor Robert Lee Smith. Essa reunião mensal tinha o propósito de reunir todos os jovens das Igrejas Batistas Independentes da região para um momento de comunhão e estudo da Palavra de Deus. Enchendo todos os carros possíveis, eles viajavam três horas e meia para ir e três horas e meia para voltar para Formiga. Aquela igreja plantada em Formiga tornou-se uma igreja forte. Anos depois houve uma divisão, e hoje existem duas igrejas pregando o evangelho de Jesus Cristo nesta cidade. 

 

Nos últimos anos de vida, Pr. Bob trabalhou com seu filho Charles, na cidade de Carmo do Rio Claro MG. Era motivo de alegria visitar as pessoas e apresentar-lhes o plano de Salvação. O Pr. Bob desenvolveu seu próprio folheto ilustrado que levava por todos os lugares. Ele sempre carregava folhetos evangelísticos no bolso para distribuir. Ele também imprimiu uma versão maior do folheto que ele havia encadernado, e se assentava com pessoas fazendo uma clara apresentação visual do evangelho. Algumas vezes dedicava uma ou duas horas do seu tempo com uma pessoa. Sua maior alegria era levar pessoas a Jesus. Ele testemunhou isso nas últimas semanas de sua vida.


Deus abençoou Pr. Bob com a capacidade de ensinar a Palavra de Deus de uma maneira muito compreensível, e ele colocou isso em prática no ministério, discipulando novos convertidos e ajudando-os a se firmarem na Palavra de Deus. Seu foco singular era servir a Deus com sua vida.

 

Falando sobre seu pai, o filho Bob Jr. disse: “Meu pai era muito sincero em seu desejo de agradar ao Senhor. Quando aprendia algo da Palavra de Deus, fazia o possível para praticar imediatamente. O pai não era perfeito, mas ele era verdadeiro e transparente, independentemente de quem estava por perto”. E continuou “Ao refletir sobre a vida de meu pai, desde o momento da sua morte, duas coisas vieram à tona em minha mente. A primeira é: sou grato por meu pai ter escolhido viver sua vida para Deus! Deus dá a cada um de nós apenas uma vida para viver e a liberdade de escolher como vamos vivê-la, embora Ele nos deixe saber que TODOS nós prestaremos contas a Ele no final de como vivemos nossa vida. A decisão do meu pai de obedecer ao chamado de Deus e servi-lo teve um impacto tremendo na minha vida, na vida da minha esposa e de tantas outras pessoas! Servir a Deus era a vida dele, e aprendi com ele a ter alegria em servir a Deus! A segunda coisa sobre a qual tenho refletido é que Deus foi capaz de fazer muito mais através da vida do meu pai do que ele jamais imaginou ser possível! O pai nunca se considerou talentoso ou capacitado. Ele apenas fez o que acreditava que Deus queria que ele fizesse e não desistiu, mesmo quando sua saúde deteriorava. O versículo de sua vida foi Isaías 50.7 ‘Porque o Senhor Deus me ajuda, assim não me confundo; por isso pus o meu rosto como um seixo, porque sei que não serei envergonhado’”.

 

No funeral do Pr. Bob em Formiga, que ocorreu 24 horas após a sua morte, o cortejo fúnebre se estendeu por cerca de um quilômetro atrás do carro funerário e a Polícia Militar escoltou o corpo do Pr. Bob até o cemitério. Centenas de pessoas se reuniram naquele breve espaço de tempo para lamentar a morte daquele servo de Deus.

 

A cidade praticamente parou momentaneamente naquele dia para o sepultamento daquele homem. Alguns poderiam pensar que alguma autoridade muito importante havia morrido, e, certamente não estavam errados. Pr. Bob foi embaixador de Deus na cidade de Formiga MG! Houve uma época em que quase todo mundo na cidade o conhecia. Ele visitava cada novo prefeito em seu gabinete e presenteava-o com uma Bíblia, aproveitando a oportunidade para mostrar ao prefeito em sua nova Bíblia como ele poderia saber o caminho para o Céu.

 

Muitas vezes, quando cartazes imorais eram colocados em outdoor na cidade, ou a prefeitura fazia algo contra a Palavra de Deus, o embaixador do Céu, Pr. Bob, fazia outra visita ao prefeito, e o lembrava de que Deus diz: “A justiça exalta os povos, mas o pecado é a vergonha das nações.” (Provérbios 14.34).

 

Não há dúvida de que as sementes da Palavra de Deus plantadas por esse servo do Senhor, continuarão a dar frutos nos próximos anos. A sua vida sempre foi um testemunho da verdade de 2 Coríntios 4.7 “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós”.

 

No dia do seu funeral, duas pessoas entregaram a vida a Cristo como Salvador. Uma semana depois, um dos enfermeiros que o atendeu em seus últimos dias, visitou a Igreja em Carmo do Rio Claro, e também confiou em Cristo como seu Salvador!

 

UM RELATO NO CULTO MEMORIAL NOS EUA

 

No funeral do seu pai, Bob Jr. disse: “Se meu pai pudesse falar algo hoje, ele com certeza citaria o Salmo 118.23: ‘Da parte do Senhor se fez isto; maravilhoso é aos nossos olhos’ .


Para mostrar o lado natural e até um tanto engraçado do Pr. Bob, o seu filho Bob Jr, discursando no culto memorial de seu pai nos EUA, no dia dois de março na Madison Baptist Church em Madison, AL, narrou uma das histórias favoritas de seu pai, que ele gostava de contar. O fato ocorreu bem no inÍcio da chegada ao Brasil.

 

“Para ajudar amenizar a saudade que nós crianças sentíamos dos parentes e amigos queridos dos EUA, o pai comprou alguns periquitos-tuim, numa feira próxima à nossa casa.  Só que ele esqueceu que os passarinhos precisavam comer e, como ele ainda não havia aprendido o nome da comida deles (alpiste) em português. O pai, então, elaborou um plano: “Vou até um supermercado e farei gestos até que eles entendam o que estou procurando e me ajudem a encontrar”.

 

“Quando chegou ao supermercado ele encontrou um funcionário, e ao ganhar a sua atenção fez um gesto, como se estivesse colocando comida na sua boca, depois bateu as mãos no ar como se estivesse voando e, ao mesmo tempo assobiou imitando o canto de um passarinho. O funcionário olhou para ele intrigado, então o pai repetiu seus gestos. O funcionário caiu na gargalhada e fez sinal para ele esperar um minuto. O pai pensou: “Até que enfim ele entendeu e vai pegar o alpiste!”

 

Em poucos minutos aquele funcionário voltou com outro funcionário e fez sinal para que o pai repetisse tudo novamente. Os dois caíram na risada e chamaram outro colega para ver aquele estrangeiro maluco.  Em pouco tempo tinha umas 10 a 15 pessoas reunidas ao seu redor dando gargalhadas. O pai saiu frustrado e foi para outra loja onde procurou até encontrar o alpiste!”

 

Fato é que Pr. Bob sempre teve um aguçado senso de humor durante toda a sua vida, até mesmo em momentos mais difíceis. Isso também ficará marcado na vida de todos que o conheceram.

 

____________________________________________________________________

A primeira vez que tive contato com o Pr. Bob Nichols foi em sua casa em Ribeirão Preto, em 1992, pouco depois que ele enfartou e pouco antes de ir para os EUA. Fui visitá-lo juntamente com o missionário Donald Lynn Leaf que trabalhava conosco no Seminário em Orlândia SP e conhecia Pr. Bob. Eu conhecia o missionário Samuel Crosby, que estivera em Ribeirão Preto, tendo sido sucedido pelo Pr. Bob. Depois daquele primeiro contato, foi possível acompanhar tudo que Deus fez através do ministério desse servo de Deus e sua grande família.

(Pr. Carlos Alberto Moraes)

 

Todas as informações desta matéria foram fornecidas pelos filhos Bob Jr, Charles e Heather.


1 comentário

1 Comment


Guest
Apr 06

Tive o privilégio de conhecer a Jesus Cristo e de me converter em setembro de 1.996 por intermédio da pregação do Pr. Bob Nichols! Fui batizado, discipulado e ordenado ao ministério pastoral por ele!


Há onze anos pastoreio uma das igrejas fundadas pelo saudoso missionário! Com certeza, seu testemunho de vida cristã influenciou direta e positivamente minha forma de pensar e agir diante de Deus! Sou infinitamente grato ao Senhor por tê-lo conhecido!


Bruno César de Oliveira

(Pastor da Igreja Batista Independente de Formiga - MG)

Like
bottom of page