top of page

O bom planejamento da vida

(Eclesiastes 11)

O bom planejamento da vida. A mocidade

A realidade de dias maus não deveria paralisar o crente, mas fazê-lo agir com planejamento. Se dias tristes surgirão, o crente deve, hoje, se alegrar no Senhor. Se ao sair de casa eu soubesse que iria chover, eu deveria me munir de um guarda-chuva. “Lançar o pão sobre as águas provavelmente se refere ao transporte de commodities [mercadorias] pelo navio, não para atos caridosos”[1] Repartir com sete e oito significa diversificar os investimentos. Não sabemos o que acontecerá no futuro. Assim como ao derrubar uma árvore ela ficará ali no chão, se ninguém tirá-la, os acontecimentos da vida virão, sejam bons ou maus. O que faremos? Apenas observaremos a vida e seus acontecimentos? Não, devemos planejar e agir de acordo com a vontade de Deus. Um semeador não fica apenas observando as nuvens, ele planta! Embora não saibamos tudo, devemos andar sob a luz que temos. Uma mulher não sabe como se forma seu bebê no ventre, mas mesmo assim ela planeja para a chegada dele. O semeador planta todas as sementes, mesmo que algumas não vingarão. Assim nossa vida prossegue, com lutas, planejamento e mais lutas. Devemos nos alegrar nesta vida, mas sabendo que dias de trevas virão também.

“O Pregador adverte, em seguida, contra a procrastinação, usando, ainda, uma ilustração da vida agrícola. O fazendeiro enfrenta um vento errático e um tempo instável, não podendo esperar, interminavelmente, uma ocasião mais propícia para lançar a semente. ‘A falta de informações completas não é desculpa para a inatividade’ (Jones). A vida de alegrias não virá ao indeciso. A vida dele será um fracasso total. (Semeará... segará indicam totalidade.)”[2]

A mocidade é bela e alegre. Deus não quer tirar a beleza e a alegre dos jovens, pelo contrário, quer que desfrutem desse período tão agradável da vida. A diversão é importante para o jovem, tais como brincadeiras, conversas, risadas e esportes. O que ele precisa saber é que terá que prestar contas a Deus de sua vida. O jovem crente deve afastar a angústia de seu coração andando conforme a vontade de Deus.

Há bons planejamentos, os quais deveríamos perseguir em nosso viver diário nessa experiência de vida que Deus está nos dando, tais como ajudar os necessitados. A maneira mais nobre de ajudar um necessitado é oferecendo o evangelho para quem ainda não é um salvo em Jesus Cristo. O certo é que um dia prestaremos contas a Deus, por isso, devemos investir nessa vida como alguém que está para encontrar o Senhor, o reto juiz.

Eu desejo que a sua vida seja repleto de planos e sucessos, mas que sejam dirigidos pelo Senhor tendo a recompensa Dele mesmo. Deus lhe abençoe.

_______________________________

Pércio Coutinho Pereira.

Professor do Instituto Bíblico Peniel

Pastor da Igreja Batista Bíblica

Jacutinga - MG

E-mail: perciocoutinho@gmail.com

WhatsApp (35) 99210-9841


[1] Notes on Ecclesiastes, pg. 37 - Ec 11.1 - Dr. Thomas L. Constable (Published by Sonic Light - 2014 Edition) [2] Introdução e Comentário - Eclesiastes, pg. 150 - Ec 11.4 - Michael E. Eaton (Ed. Mundo Cristão SP - 1ª ed. 1989 - Série Cultura Bíblica)

Comments


bottom of page