top of page

Para 2024: Pés Velozes e Olhos Brilhantes¹!

“Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua”.

Provérbios 16.1

 

Início de ano é tempo de planejamento: organizamos nosso cronograma de atividades; dispomos as prioridades e arriscamos alguns desafios para o decorrer do ano. E, muitas vezes, esquecemos de buscar primeiro a direção e orientação dAquele que controla nossas vidas. Não devemos ignorar que o objetivo final nos nossos planos e projetos deve ser para a glória de Deus! E você, já preencheu seu planner para 2024?

 

Quantos planos cabem em 99 anos? Quanto de serviço e dedicação quase um século de vida pode deixar? Fiquei pensativa quanto a isso porque em 13 de dezembro de 2023, minha avó paterna foi encontrar com o Pai celestial. Ela completaria cem anos em maio do corrente ano. No velório e após o enterro muitos vieram falar conosco e/ou testificaram das muitas orações, conselhos e conforto que ela havia concedido. Uma senhora de idade avançada usava suas cãs para ser útil ao serviço de Deus; usava o seu tempo, seus joelhos para servir aos outros.

 

Ali, diante daquela ocasião triste, me lembrei da história de Dorcas (Atos 9.36-42). Uma discípula "cheia de boas obras e esmolas que fazia"(vs 36). Quando Tabita (nome de Dorcas em aramaico) morreu foi cuidadosamente colocada em um quarto por seus amigos, afim de aguardar a chegada do apóstolo Pedro, solicitado exclusivamente para vê-la (vs. 38).

 

Que testemunho maravilhoso de alguém que fazia aparentemente o que ninguém via ou valorizava: tecia roupas e as distribuía para os órfãos e viúvas sem fazer alarde; apenas porque era uma discípula em Jope. Esse exemplo tão maravilhoso que a despedida da minha avó me trouxe à memória, me fez refletir a respeito de como estou comunicando ou compartilhando o amor de Deus com as outras pessoas... Será que há em mim alguns traços do que Dorcas, Floriza e tantas outras têm deixado?

 

Através do que Lucas registrou, inspirado pelo Espírito Santo, quero depreender desse exemplo tão grandioso que:

 

1)    É necessário seguir às Suas pisadas;

Dorcas era, antes de tudo, discípula; esse termo foi utilizado apenas essa vez nas Escrituras! A única mulher a receber essa designação; que honra e privilégio Dorcas recebeu! Mas com certeza foi merecido. Em seu coração ela recebeu de Deus o amor salvador ouvindo sobre Jesus na igreja fundada por Filipe e decidiu obedecer a ordem de 'amar como a si mesma'. Com suas próprias mãos pôs em prática o chamado que havia recebido.

 

Como mulher ela tinha muitos afazeres: cuidar da casa, talvez ainda tivesse filhos pequenos, quem sabe sua profissão fosse ser costureira. O fato é que apesar de todas as suas atribuições e responsabilidades, ela não negligenciou o mais importante: servir às pessoas assim como o seu Mestre e Senhor havia feito. Que exemplo claro de alguém que aprendeu a 'resgatar o tempo' que tanto nos consome e aprisiona!

 

O capítulo 5 (cinco) do livro de Efésios começa com "Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;" no decorrer do texto o apóstolo Paulo estabelece a diferença entre aquele que serve a Deus e que deve andar em amor e demonstrar o fruto do Espírito, em contradição àqueles que não são de Deus. Chega então ao versículo 16 "Remindo o tempo; porquanto os dias são maus." Devemos pensar seriamente a esse respeito. Temos sido consumidas pelo nosso relógio??? Temos deixado que nossa agenda de compromissos nos impeça de servir a Deus e às pessoas? Ou temos, assim como Dorcas, aproveitado nosso dia de atividades para viver para a glória de Deus?

 

2)    No caminho: devo cumprir minha finalidade;

Cremos através da Bíblia em uma salvação pela graça, isto é, que não está condicionada a qualquer mérito pessoal. Efésios 2.8-9 é bem claro quanto a isso:

⁸ Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

⁹ Não vem das obras, para que ninguém se glorie;

 

Mas a sequência do texto é importante para entendermos o porquê Dorcas era uma discípula:

¹⁰ Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

 

Uma vez criados em Cristo, salvos pela graça, favor imerecido, temos um objetivo para vida regenerada... Uma finalidade para dar sentido a essa nova natureza e disseminar essa 'tão grande salvação'. Jope era o porto marítimo mais próximo de Jerusalém e, por se tratar de uma cidade costeira, muitos maridos e pais perdiam a vida no ofício do mar deixando para trás viúvas e órfãos; por este motivo a igreja naquela cidade se tornou conhecida por seu ministério de ação social.

 

Neste contexto Dorcas se converteu ao Senhor Jesus e aprendeu logo como poderia ser útil para a realidade sofrida que a cercava. Quando da sua morte, as viúvas mostravam para Pedro as vestes e túnicas que haviam recebido (vs. 39); carregavam sobre si o amor que havia transbordado de Dorcas e as alcançado; testificando audível e claramente sem dizer palavra alguma.

 

Ter um coração disposto a dar, a ser empático com as necessidades, dores e aflições dos outros é um traço da nova vida em Jesus. Essa característica que emana amor é justamente aquilo pelo meio do qual nosso Salvador disse que seríamos conhecidos.

 

Se, nossa disciplina e organização têm nos impedido de demostrar o amor de Deus 'remindo o tempo', nós temos um problema. No trabalho devemos dar exemplo, durante as compras, se necessário confortar, buscando as crianças na escola, marcar uma visita para orar... São tantas as possibilidades e pessoas que Deus nos permite impactar! O que faremos então?

 

3)    Fazer para glória de Deus.

Durante sua vida Dorcas foi um bálsamo para muitas pessoas; ela não ficou conhecida pela sua eloquência, ou conhecimento acadêmico e teológico. Mas Lucas menciona que ela estava "cheia" de boas obras e esmolas... Sua caridade e liberalidade transbordaram; não era possível esconder o que ela fazia.

 

Com certeza ela não buscava reconhecimento próprio ou honrarias; as viúvas estavam em uma classe social completamente desprovida de qualquer expressão ou privilégios, até mesmo carentes de recursos financeiros. Se ela buscasse qualquer notoriedade, teria procurado um grupo mais expressivo para se aproximar.

 

Mesmo na sua morte ainda conseguiu impactar as pessoas a ponto de buscarem favor por ela; ela que havia consolado, confortado, acalentado tantos, agora desfrutava de zelo e preocupação. O milagre da ressurreição operado por Pedro em nome do Senhor, repercutiu em toda Jope "e muitos creram no Senhor" (vs. 40-42).

 

Dorcas viveu uma vida para Deus, por isso teve o privilégio de receber um adjetivo único para uma mulher nos primórdios da Igreja. Sua vida teve o objetivo de ser para a glória de Deus; na sua morte recebeu um pouco do carinho e amor que tinham regido sua vida; na sua ressurreição impactou aquela cidade na costa do mar Mediterrâneo que era sinônimo de morte e dor, levando tantos outros a salvação em Cristo.

 

Minha querida vozinha... Descansou farta de dias, cercada daqueles que a amavam, deixando o testemunho de uma vida de serviço e dedicação a Deus. Há um motivo pelo qual devemos 'remir o tempo' é 'porque os dias são maus', vivemos dias maus, sentimos mais e mais que os eventos do fim estão próximos... Por isso mesmo é tempo de testificar sempre, seja por palavras ou ações; sem desperdiçar as oportunidades que Deus nos concede.

 

Que em 2024 os seus planos e projetos estejam condicionados a resposta de Deus; que possamos viver para glória de dEle!

¹ Dorcas é um nome usado para gazela, um antílope pequeno, gracioso e veloz conhecido por seus olhos radiantes e brilhantes. (A Bíblia da Mulher, p.1489)

__________________________________________________

Luana S. V. Batista

Casada com Pr. Hudson, pastor da IBC de Dourados MS

Mãe da Débora (12) e da Marina (06)

Bancária. Formada em Letras pela UEMS.

Básico em Teologia no Seminário Batista Emaús em Cuiabá MT

 

REFERÊNCIAS

BÍBLIA, Português. A Bíblia da Mulher: Leitura, Devocional, Estudo. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Atualizada. 2ª Ed. Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2014.

BÍBLIA, Português. Bíblia de Estudo Diário da Mulher. Tradução de João Ferreira de Almeida. Edição Corrigida Fiel. São Paulo: Bom Pastor, 2011.

BÍBLIA, Português. Bíblia Vida Nova. Tradução João Ferreira de Almeida. Edição Revista e Atualizada. 13ª Ed. São Paulo: Edições Vida Nova, 1990.

DOUGLAS, J. D. O Novo Dicionário da Bíblia. Editores Assistentes: F. F. Bruce, R. P. Shedd. Tradução de João Bentes. São Paulo: Edições Vida Nova, 1986.

HALLEY, Henry H. Manual Bíblico: Um Comentário Abreviado da Bíblia. Tradução David A Mendonça. 9ª Ed. São Paulo: Edições Vida Nova, 1989.

 

bottom of page