top of page

Que Venha o Avivamento!

Realmente o que está acontecendo no Asbury College (USA) é algo sobrenatural – um culto que dura dias e com horas e horas de oração. Num simples dia de capela do colégio alguém começa o culto e pronto… aconteceu o movimento – que vem sendo observado por muitos pastores fiéis para uma posição mais consistente.


Há fatos positivos à consideração: o primeiro deles é que não foi agendado pelo homem. O Avivamento é obra do Espírito Santo. Outro fato de destaque é que não há manifestações estáticas e nem coisas outras do misticismo. Só Oração e Palavra. Clamores por misericórdia. Ora, assim sendo, permanecendo a oração, arrependimento, confissão de pecados e fogo no coração pelo IDE, certamente identificam o que pregamos e chamamos de avivamento.


Por que Pregar sobre Avivamento? Porque há um grande esfriamento. Avivamento significa “vir dos mortos à vida”. Falta temor a Deus. Muitos cristãos e poucos discípulos. Boa parte do arraial cristão está morto pela indiferença. Um nível espiritual e moral muito baixo. Há muito joio no trigal.


Queira Deus que, em Asbury, tenha começado a resposta às orações dos fiéis que clamam como Habacuque: “Ó Senhor, Aviva-nos (Hc 3:2)!


Convicção de Pecado. “A igreja hoje não tem tido profunda convicção de pecado” – disse o Pr. Hernandes Lopes. Tá certo ele, pois não há mais discernimento sobre o certo e o errado. Há alaridos e modismos estranhos no Arraial. Sensualismo, falta de reverência, rebeldia, furto no dízimo, emissão de notas frias, fezinha na loteca, sonegação de impostos, negócios escusos e etc. Muita rebeldia e “comichão nos ouvidos”. Sim, precisamos de um avivamento bíblico.


Diz mais o Pr. Hernandes: A infidelidade conjugal, para vergonha nossa, está entrando nos arraiais evangélicos. O divórcio (…) está cada vez mais comum. O povo de Deus (…) está perdendo o brio e a sensatez e já não cora mais de vergonha por ficar diante da televisão assistindo novelas indecorosas, blasfemas e demoníacas, assim como outros programas incompatíveis com a santidade de Deus.


Há crentes que saem da casa de Deus, onde cantaram os louvores de Sião, e entram em barezinhos e nas boates, buscando satisfação para seus corações nos guisados do mundo. Nossos jovens não têm tido pureza no namoro. E o que é mais grave, a igreja não fica mais chocada com o pecado” (Derramamento do Espírito-pps39-40).


Aviva-nos, Senhor!


Um pouquinho de tempo. Caminhamos para o fim. A Nova Ordem Mundial já está pronta para estabelecer o plano que trará o “homem da iniquidade” como o “grande irmão” da humanidade, mas que a Bíblia o chama de anticristo. Some-se a isso a evolução do ceticismo, da ciência, dos valores invertidos e de uma sociedade global entregue a si mesma – pronta à “conversão” a uma única religião, um só governo e uma única moeda (Ap, 13).


Eu sempre preguei sobre o Avivamento pessoal do “santifique-se mais”, dentro de uma frieza global descrita em Mt 24.12 e Lc 18.8. Mas sei também que Deus tem seus planos e modo de agir. E queira Ele, Asbury marque o início de uma onda de avivamentos bíblicos no mundo cristão. Um mover do Espírito que acenda a alegria de irmos à casa do Senhor. Queime os nossos corações por Missões: dar e dar-se! Remova ranços dos corações e traga santas reconciliações. Avivamento que faça a luz de nossos lares agredir as trevas do “Egito” (Ex. 10:23). Um avivamento que aguce mais o nosso encontro com Jesus. MARANATA!








Comments


bottom of page