top of page

A Importância do Deserto

Na Bíblia vemos inúmeras menções sobre o deserto, principalmente servos do Altíssimo precisaram passar uma experiência pelo mesmo. Mas o que o Deus de toda riqueza, fonte inesgotável da água viva, criador dos céus e da terra, poderia nos ensinar no deserto?


O ser humano tem um problema sério quando diz respeito a passar por privações, parece-nos humanamente impossível ter que imaginar um lugar onde faça muito calor, não tem comida e muito menos água. Na era da pós-modernidade, aonde o uso do transporte se fez parte do nosso dia-dia, fica difícil sequer imaginar uma caminhada por horas e horas em um lugar árido.


Eu te conheci no deserto, na terra muito seca. – Oséias 13.5 O texto Bíblico é uma citação de Deus para o homem, para o autor do livro, não quero me ater aos dados teológicos do, mas sim focar que na verdade no deserto não é Deus que nos conhece, pois o seu saber sobre o futuro, conhece sobre nossas ações. Mas é no deserto que conhecemos Deus.


O grande profeta Moisés, foi aperfeiçoado no deserto. De prepotente filho do Rei, passou as duras pelejas que só o deserto lhe ofereceria. Para ele não era difícil acalmar, o povo ali na peregrinação, pois já havia passado por isso, tinha a autoridade pra dizer: “Calma pessoal, eu já fiquei quarenta anos em um deserto, e não vamos morrer, nem passar fome, confia em Deus, eu já passei por isso. ”


Jesus foi tentado pelo diabo no deserto e mostrou mesmo em carne humana, com limitações do ser humano como sede e fome que era possível aguentar as mais duras tentações se o nosso espírito estava fortalecido em Deus. Satanás o tentou, oferecendo tudo que já era dele. Tudo que Jesus havia de receber no tempo estimado. Nisso podemos aprender que algo que seja certo, mesmo fora do tempo, pode causar algo terrível e, mesmo passando por privações é possível ainda sair vitorioso, assim como o Mestre nos ensinou.


Jacó teve que caminhar duas vezes pelo deserto uma de ida e outra de vinda, Deus tinha um plano para o filho de Isaque e isso iria requerer grandes sacrifícios como encontrar seu irmão, ter um encontro com Deus e até mesmo enfrentar as consequências de ser um enganador.


Poderíamos decorrer folhas e folhas ao falar do deserto espiritual em nossas vidas, como escrevo aqui a história de uma mãe que perdeu uma filha, mas ainda glorifica o nome de Deus e do testemunho do evangelho, entendendo por mais doloroso que seja, que o deserto, pode até ser a morte, a breve separação da sua filha, assim que ficamos mais perto dele.


O deserto nos ensina que Deus é soberano, que ele não depende de recursos humanos para cuidar dos seus, ensina também que é possível passar pelo deserto liderando uma multidão de murmuradores e entrar para história como o maior profeta. Nos ensina que o próprio Deus passou pelo deserto, ele sabe o que nós aguentamos, e por últimos nos mostra que se não acertamos o que precisamos em nossas vidas, nós voltaremos para o deserto. Precisamos aprender, Deus deseja que seus filhos: “- Dêem frutos, e frutos de arrependimento, João Batista. ”








Comments


bottom of page