top of page

Aldeia Tarukusha

Depois de passar mais uma temporada na aldeia, o missionário Dionnathan e família conseguiu uma carona de barco para sair. Foram seis dias em viagem até chegar na cidade de Lábrea. Na viagem, teve a oportunidade de compartilhar o evangelho com a tripulação.


No 5º dia de viagem, sua esposa Emília descia a escada para o pavimento inferior quando escorregou batendo a cabeça e as costas. Ela ficou alguns minutos deitada no piso do barco sentindo dores e sendo atendida por uma enfermeira. “O Senhor é o Deus Provedor, pois no barco havia uma equipe de saúde e estes foram muito atenciosos conosco”, disse Dionnathan.

Chegando em Lábrea, estavam preparando-se para partir para Manaus, mas havia um indígena do povo Deni, que é crente, e estava ali abandonado pela esposa com três filhos há meses. “Ele nos pediu para conversar com ela e passamos uma tarde os aconselhando visando a reconciliação, mas infelizmente ela não quis retornar ao seu marido”, explicou o missionário.


Na viagem para Manaus, foram mais quatro dias de barco.


Em Manaus participaram do Encontro de Obreiros da MNTB, depois de um curso de Ensino Bíblico para povos Tribais e, como Emília ainda estava sentindo dores, devido a sua queda, foi necessário fazer alguns exames, mas nada grave havia acontecido.


Terminada as atividades em Manaus, era hora de voltar para Lábrea e de lá retornar à aldeia. Dionnathan narra assim a viagem de volta: “O barco estava repleto de pessoas por se tratar do período de férias, chegando ao ponto de eu ter que ‘dormir’ em um banco na primeira noite. Emília e as crianças conseguiram dormir apertados juntos aos demais. Na segunda noite, após algumas pessoas descerem do barco, sobrou mais espaço e consegui um lugar melhor. Após mais 4 dias de viagem, graças a Deus, conseguimos chegar em Lábrea e, de lá, para a aldeia”.


Orem pelo missionário Dionnathan, Emília Medeiros e filhos.

Contatos: (97) 98416-0712 e (97) 98415-2708

Comments


bottom of page