top of page

Antônio Geraldo, 19 anos de ministério

Testemunho

Quero manifestar a minha imensa gratidão a Deus e ao nosso Senhor Jesus Cristo, que me tem sustentado nestes 19 anos de ministério pastoral. Na minha percepção às vezes, me parece que foi ontem. Me lembro muito bem, quando guiado pelo Espírito Santo de Deus, que me chamou, convenceu, e conduziu para esta missão maravilhosa: ser pastor do rebanho de Cristo.

 

Agraço por este espaço no Jornal de Apoio, pelo qual tenho grande apreço, pelos relevantes serviços prestados em prol da comunhão e integração da obra missionária entre os batistas do nosso país. Falar de mim, contar minha história é irrelevante e sem importância, portanto, quero aqui, não falar de mim, mas testemunhar como Deus pode transformar pessoas pecadoras como eu, e usar como um vaso útil na sua Obra.


Me converti no ano de 1980, aos 10 anos de idade, no ministério dos missionários Robert e Marilyn Doolittle, norte-americanos plantadores de igrejas em Mato Grosso. Pela graça, Deus enviou o missionário Doolittle, primeiramente para o município de Santo Antônio de Leverger, 27 km da capital, Cuiabá, onde começou a primeira igreja Batista Independente no Estado de Mato Grosso, no ano de 1970. Tão logo me converti, comecei a participar da obra do Senhor. Primeiramente, ainda bem jovem, como músico instrumentista, aos treze anos, com meu querido violão. Depois como secretário, tesoureiro, professor da EBD, e líder dos jovens, na Igreja local.

 

Ao completar 18 anos eu já tinha o desejo de estudar a palavra de Deus com mais profundidade. Decidi fazer Seminário Bíblico na capital Cuiabá, onde se oferecia curso de Teologia Básica. Foi um tempo desafiador, mas infelizmente devido a dificuldades, como transporte, e algumas interrupções no seu funcionamento, não consegui terminar o curso, juntamente com outros alunos. Mas isso não me desanimou de continuar servindo a Deus. Como líder de jovens continuava pregar, ensinar na EBD e dedicar-me aos ministérios da igreja.

 

Com desejo de dedicar-me à música, com mais empenho, fui fazer faculdade de música na Universidade Federal de Mato Grosso, no ano de 1995. O meu primeiro projeto vindo dessa formação foi o nosso primeiro coral, que tive o privilégio de cria e reger, para honra e glória de Deus.


No ano de 2002, já casado com Simaria, tivemos o André de apenas dois anos, eu continuava servindo a Deus na igreja local e orando para um ministério. Foi quando recebi o convite para liderar a Igreja Batista Maranata Independente em Cristo Rei, Várzea Grande, cidade vizinha a Cuiabá, que estava sem Pastor. Foi um grande desafio, mas tive a convicção que era um chamado do Senhor. Mudamos imediatamente para Várzea Grande e ali começamos o ministério de liderança da igreja local. Naquele momento tinha a perspectiva de ser usado por Deus para estruturar a igreja e logo poder fazer a transição para um novo pastor. Mas em 2004 a Igreja me convidou para separar minha vida para o ministério pastoral. Com a confirmação de Deus e da Igreja, me submeti à examinação e em 2004 fui consagrado pastor.

 

No Ministério da Igreja Batista Maranata Independente em Cristo Rei, vi como Deus pode fazer grandes coisas com tão pouco. Assumi a igreja com apenas 10 membros, um templo que estava com risco de desabamento, e uma igreja que havia passado por grandes perdas de membros estando sob grande abatimento espiritual. Foram tempos difíceis, porém, com a graça de Deus e empenho de todos na igreja local os problemas foram sendo superados. Criamos um ministério de evangelismo, com foco na família, e frutificou. Tivemos vários casais, se convertendo naquele período.

 

Em 2005 começamos a reforma do templo, mesmo sem recursos, pela fé e, exatamente em três anos, como previsto, concluímos em 2008. Também, ao mesmo tempo, para expansão do evangelismo, foi criado o ministério de rádio, mantendo dois programas por semana. Um programa de duas horas na rádio comunitária Alternativa FM, denominado “MARANATA” em Cristo Rei, e também foi outro programa de rádio denominado “VIDA NOVA” na rádio Cultura de Cuiabá, com transmissão para toda baixada Cuiabana. Naquele período, mantivemos cinco horas semanais de programação evangelísticas no rádio somando o tempo das duas emissoras. Foram quatro anos na Rádio Cultura, e seis anos pela Alternativa FM. Vimos a igreja crescer com salvação de almas e também reconciliações.



 

Outro Ministério que Deus me concedeu realizar nesse período foi o Ministério de Música. Também no ano de 2008 foi lançado com o apoio da Igreja em Cristo Rei, o Projeto “Asafe Ministério de Música”. Com a cooperação do Pr. Peter Doolittle e irmão Francisco, hoje pastor, mais o Pr. Antônio. Foi financiado e construído um estúdio de gravação com objetivo de promover a música e adoração a Deus. Fruto desse projeto, foram “descobertos” e incentivados, vários talentos musicais na região, inclusive compositores, músicos, arranjadores. Foram gravados vários trabalhos no estúdio, em especial o “CD” do grupo VIVA HERANÇA, do Pr. Antônio Duarte e família, da Igreja Batista Remanescente em Cuiabá MT.

 

Deus me concedeu ainda a benção de ser mediador da banca de examinação do irmão e hoje Pastor Bonfilio Rodrigues de Souza. Grande servo do Senhor, que com humildade e paciência trouxe grande regozijo na igreja, momento de ver a igreja colher os frutos do seu plantio.

 

No ano de 2011 Desafiei a igreja para um projeto missionário de plantação de uma igreja no município de Nossa Senhora do Livramento, 30 km de Várzea Grande. Mais uma vez pela fé, fomos desafiados, Tivemos a bênção de ganhar o terreno, construímos em regime de mutirão a casa Pastoral. A igreja designou o Pastor Bonfilio e sua esposa Rosângela para esta Obra missionária e no mesmo ano já começaram os trabalhos evangelísticos na cidade de Nossa Senhora do Livramento.

 

Em 2012 foi um tempo de decisão, com árduo, apoio da igreja e a bênção de Deus, surgiram os resultados, várias almas se converteram nesse período, a igreja fortaleceu com famílias fiéis e chegamos a 40 membros. Tivemos a ampliação e reforma da casa pastoral, casa de apoio missionário ampliada, chamada “Casa do Profeta”, uma igreja sendo plantada, vários projetos missionários sustentados pela promessa de fé. A igreja já tinha autonomia financeira para sustentar um pastor em templo integral, pois visto que em todos esses 10 anos eu trabalhava secularmente, sem sustento integral. Entendi que tinha terminado minha missão, e precisava entregar a obra que comecei. Tempo de coração dividido, mas como não sou dono da obra, apenas servo, deixei Deus trabalhar segundo sua vontade.

 

No início de 2013 voltamos para nossa igreja mãe, em Santo Antônio de Leverger, para servir e aguardar a vontade de Deus para minha vida e da minha família. Eu, minha ajudadora e querida esposa Simária, e nossos filhos, Tiago e André. Me coloquei como apoio ao Pr. Anselmo de Moraes, naquele momento também em grande desafio de construir um novo templo. Trabalhamos para ajudar na construção do templo com as capacidades que Deus nos deu. Vimos a igreja construir um templo bonito e moderno em regime de mutirão, muito bonita história e motivadora. Irmãos que até aprenderam trabalhar como pedreiro para ajudar. Muito foi feito em mutirão desde alvenaria até o acabamento. Pude contribuir também, fabricando as 110 poltronas estofadas da igreja feita pelos irmãos sob meu projeto. Colaborei também para o projeto de design interior e projeto de som e multimídia e da sala de controle multimídia. Deus distribuiu talentos na igreja, grande bênção. A construção do templo finalizada em 2018, grande conquista para a igreja.

 

Nesse período, servindo a Deus na Igreja em Santo Antônio de Leverger, servia eu e minha esposa Simária, nos trabalhos com adolescentes e jovens, Na direção do Ministério de música e também lecionamos na EBD. Tivemos a bênção de participar colaborando no Seminário Batista Emanuel, que foi reestruturado por um grupo de pastores, Israel, Saffik, Manoel Nunes, Jeferson Machado e eu, Antônio Geraldo. Dessa comunhão e cooperação de pastores foi possível a instalação do Seminário Teológico Batista Emanuel nas dependências da Igreja Batista Maranata Independente de Cristo Rei, sob a liderança do Pr. Israel de Oliveira. Cooperei na função de Diretor de Educação Religiosa, contribuindo para a formação do currículo do seminário bem como lecionando as disciplinas de Educação Cristã e Música. Pude também cooperar como diretor do Seminário de maneira compartilhada, me colocando à disposição do grupo de pastores envolvidos. Foi um tempo marcante e de grande aprendizado. E graça aos esforços dos pastores pudemos ter formandos no Curso Básico Teologia no Seminário Batista Bíblico Emanuel.

 

Em 2019 a Igreja Batista em Santo Antônio de Leverger, me convida para assumir a liderança. O Pr. Anselmo havia deixado o ministério no qual esteve por mais de 23 anos à frente. Grande desafio novamente, liderar meu pastor, minha mãe, meus irmãos que foram meus contemporâneos na juventude. Uma igreja histórica, onde Deus já levantou vários líderes e pastores. A minha querida igreja, onde nasci, cresci, me tornei homem, casei. Apesar dos sentimentos implícitos, entendi claramente o chamado e minha missão. Em nove de Março de 2019, foi realizado o culto de posse, assumindo a liderança da Igreja Batista Maranata Independente em Santo Antônio de Leverger. Foi um momento muito especial, emocionante e que faz parte da minha pequena história de vida. Algo marcante na minha vida, ver o Pr. Robert Doolittle, que me ganhou pra Cristo, ali no templo na minha frente me ouvindo pregar, 39 anos depois da minha conversão. Estaria eu, quem diria, assumindo a liderança da igreja. Pude dizer diante dele e do meu querido e agora, saudoso Pr. Anselmo de Moraes, que estaria seguindo seus passos e conduzindo a Igreja de Cristo, todos os dias da minha vida, que ele me permitir estar à frente desta Obra.

 

Com muito ânimo e desejo de desenvolver começamos um projeto de desenvolvimento da igreja com atuação em três pontos da cidade, trabalho com crianças e adolescentes, trabalho frutífero, já com almas alcançadas e batizadas. Porém a pandemia, nos trouxe o inesperado, perdemos membros em várias circunstâncias, Graças a Deus não perdemos pela Covid, mas foi um tempo que todos nós fomos terrivelmente atribulados.

 

Este ano a Igreja Batista Maranata independente completou 53 anos de existência, e eu também, nasci no ano de sua fundação, uma curiosidade. Hoje ao contar aqui uma parte do meu testemunho, me sinto grato e feliz por Deus ter me sustentado por estes 19 anos de Ministério. Por outro lado, sinto como a Palavra de Jesus: “Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer”. (Lucas 17.10).

 

Meu desejo é continuar servir a Deus, reconhecendo que sou devedor da sua graça, ou qual de nós pastores, achamos que já fizemos muito, ou somos tão importantes?  Agradeço a Deus, pela sua misericórdia sobre mim. Agradeço a Minha esposa Simária, sempre companheira, disposta a estar comigo servindo a Deus e cuidando dos nossos filhos, com muita dedicação. Agradeço meus filhos André e Tiago que, além de obedientes, também nos auxiliam no ministério de louvor. Aos pastores que me ensinaram a palavra de Deus, e foram muitos. Seria injusto citar uns e esquecer outros. Deus sabe, aqueles irmãos e irmãs que oraram por mim, por minha família, minha querida mãe, irmã Celina, que até hoje, aos 74 anos, serva de Deus, fiel, ora por mim nas madrugadas.

 

Orem por mim, por minha família e por meu ministério, para que eu possa ser fiel. Encerro com Salmo 116.12 “Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?


Deus seja eternamente louvado!

__________________________________________________________

Para conhecer este ministério, visite na página asafebrasil no YouTube e Facebook.


   

 

 

 

 

 

 

bottom of page